21 Comentários

100Grana Investiga: Onde Uwe Boll quer chegar?

Se você, leitor, sabe o que é bom cinema e curte videogames, deve conhecer essa figura que não sabe o que é bom cinema e curte destruir as boas histórias dos games. Ah, não conhece? Então vai conhecer e se irritar com o cara.

Por Danilo Passos

Uwe Boll, nascido na Alemanha, é diretor, produtor e roteirista e ultimamente seu foco tem sido as adaptações de games.

House of the Dead, Alone in the Dark, BloodRayne, BloodRayne II: Deliverance, In the Name of the King: A Dungeon Siege Tale e Postal e os recém anunciados e pretendidos projetos de realizar as adaptações de Legacy of Kain e Far Cry estão na sua extensa lista de polêmicas.

Talvez Alone In The Dark seja sua obra mais famosa e por causa deste filme a polêmica sobre seu trabalho tenha vindo à tona.

Eu tive a oportunidade de conferir meia hora desta bomba, sem querer zapeando num quarto de hotel certa vez, e pude entender o motivo de tanto bafafá em torno daquilo. Trash até a alma, atuações pífias de Christian Slater e Stephen Dorff e um roteiro sem pé nem cabeça que faria o roteirista de um filme do Jason se achar o máximo. É só isso que posso dizer sobre o trabalho deste elemento.

Nossa “investigação” vai partir do seguinte ponto: o diretor sabe que o público odeia seus filmes mas ele se diz não estar nem aí e ainda se auto-intitula um gênio. A discussão é se isso se trata de um marketing reverso, o clássico “falem mal mas falem de mim”. Ou se simplesmente ele é um tolo e só quer provocar as pessoas pelo simples prazer de polemizar.

Aliás, polêmica ele sabe fazer melhor do que seus filmes no fim das contas. Uwe Boll não se intimida nem um pouco com seus críticos. Muito pelo contrário. Ele tenta responder à altura. Quando criticado pela adaptação do game House of the Dead, disse que acreditava ter feito um ótimo filme que mostrava como o game era na real, muito divertido e ação acima do normal.

Certa vez, um rumor deu conta de que ele estaria interessado na adaptação do game Metal Gear Solid para os cinemas. E que já teria o roteiro em mãos pra ler e estudá-lo. O criador do jogo, Hideo Kojima, disse em seu site: “Absolutamente não! Eu não sei porque Uwe Boll continua tocando nesse assunto. Nós nunca entramos em contato com ele. Não existe possibilidade de realizarmos esse filme com ele.”

Deu pra sentir que a galera do mundo dos games “curte” ele, né?

Mas é na internet onde ele se esbalba com essas ofensas ao seu trabalho. Um dos seus maiores críticos, Harry Knowles, do site Ain’t It Cool News, que já descascou o trabalho de Boll em várias oportunidades, recebeu uma resposta bem bonitinha e singela do diretor: “Harry (Knowles) e Quint (Eric Vespe, outro editor do AICN) são dois retardados.”

Boxe

A situação mais inusitada dessa briga toda entre ele e seus críticos foi quando Boll desafiou seus maiores desafetos a uma luta de boxe! Isso mesmo, o diretor chamou as pessoas que mais o criticaram durante todos esses anos para uma briga de 10 rounds num ringue montado só pra isso, em junho de 2006.

Convites foram enviados também para diretores como Quentin Tarantino (Kill Bill) e Roger Avary. Para entrar na briga, cada um dos críticos tinha que ter escrito pelo menos dois textos avacalhando com seus trabalhos e que tivessem sido impressos ou publicados na web no ano de 2005. O site de apostas Golden Palace.com entrou na onda também, dizendo que iria mediar o evento chamando-o de Raging Boll (fazendo um paralelo com Touro Indomável, Raging Bull)

Mais lutas desse desafio você pode ver clicando aqui

Cinco desafiantes foram qualificados: Rich Kyanka, do site de comédia Something Awful; Chris Alexander, redator da revista Rue Morgue; o webmaster da Cinecutre Carlos Palencia Jimenez-Arguello; Jeff Sneider, redator do Ain’t it Cool News; e Chance Minter, pugilista amador e crítico. Uwe Boll lutou e ganhou todas as lutas, que terão seus vídeos divulgados nos extras de DVD de Postal. Por sinal, é com este filme que ele pretende destruir Indiana Jones nos cinemas. Olha o que esse doido disse ao Bloody Disgusting:

“No fim de semana de Indiana Jones, nós vamos sair e destruí-lo nas bilheterias! Todos sabemos que Harrison Ford é mais velho que meu avô e o tempo dele acabou, como diria Michael Moore”

Petição

A mais recente resposta do público é uma coleta de assinaturas contra a realização dos seus trabalhos e sua consequente aposentadoria. Em uma entrevista ao site FearNet, este crápula disse que sabia que a meta eram 18 mil assinaturas para fazê-lo parar. Ele respondeu, cinicamente: “É, eu fiquei sabendo. 18 mil não é o suficiente pra me convencer.” E o repórter mais cínico ainda, perguntou: “Quantas assinaturas seriam necessárias?” e ele:“1 milhão” .

Pois então, que venham as assinaturas. Se você clicar aqui pode fazer a sua parte e entrar no hall das assinaturas na petição online. E o cara, que não leva desaforo pra casa, respondeu:

No vídeo acima ele diz que as pessoas de bom senso poderiam criar uma petição a seu favor para competir com a outra, chama o diretor Michael Bay (Transformers) de retardado, diz que os filmes de Eli Roth, de O Albergue 1 e 2, são todos iguais e escrotos (isso não deixa de ser verdade), que os filmes de George Clooney também não prestam (tá mexendo até com quem não tem nada a ver com a história) e termina dizendo a maior patuscada de todas:

“Eu sou o único gênio de toda essa p**** de indústria do cinema”

Uma coisa é certa: ele sabe se promover. Nem que seja brigando com críticos ou fazendo vídeos esculhambando com todo mundo, ele sabe.

Respaldado por incentivos fiscais em seu país de origem, Boll se acha no direito de gastar milhões em produções canalhas. Porém, recentemente, o governo alemão suspendeu a verba para este tipo de financiamento público de cinema. Seria por causa do diretor em questão? Não sabemos ao certo. Só sabemos que eles teriam muitos motivos para tanto. Vamos aos números:

Alone in the Dark arrecadou 5 milhões e gastou 20 milhões pra ser feito. House of the Dead chegou a lucrar 3 milhões de dólares em cima dos 7 milhões que custou. Mas BloodRayne custou 25 milhões e mal fez 2 milhões.

Maaas , In the Name of the King, adaptação do game Dungeon Siege, conseguiu desempenhar papel mais vergonhoso do que BloodRayne. O épico com Jason Statham custou 70 milhões e lucrou um pouco mais do que 3 milhões nas bilheterias desde que estreou nos EUA em janeiro. Boll assumiu ao site ComingSoon que isso pode representar o fim dos altos orçamentos.

Pois é, essa matéria inútil serviu só para deduzirmos uma coisa: Uwe Boll é um filho da p***.

E ele sabe disso.

Visite o site do crápula aqui

About these ads

21 comentários em “100Grana Investiga: Onde Uwe Boll quer chegar?

  1. que idiota esse cara.

  2. tinha que ser alemão… é muita birita isso :P

  3. ele é uma droga venceu boxe mas o diretor do kill bill tambem merece uma votaçao de ser aposentado tambem…. depois do john travolta todos os outros filmes dele foram ruins tambem

    esse cara é um genio…. ele ganah dinheiro para suas produçoes e ainda bot anome em homengaem a jogos q ele jogou… os filmes n tem nada haver com o titulo … gostei de dois blood rayne n tem nada haver com o jogo mas gostei um pouquinho… matem esse vagabundo q votem no link e somaremos 1 milhao e ele nunca mais volta!

  4. Quentin Tarantino se aposentar?
    aff

  5. Não sei o que é pior: Se é o Boll, se são as pessoas que autorizam ele fazer os filmes dos seus jogos ou se são os atores que perdem seu tempo fazendo filmes com ele. E pior que vira mexe nos seus filmes tem uns atores repetidos.

  6. […] para não esquecer, o diretor é Andrej Bartowiak, que fez o filme de Doom. Não chega a ser um Uwe Boll, mas também não é nada […]

  7. eu assisto filmes a muito tempo sou fan de george romero,sou bem ecletico acho q pegao no pe de mais desse diretor bloodrayne nao e ruin nao e um bom filme e seed apesar de abuzar de violencia contra criaças tbm e um com filme,tbm gostei do primeiro house of the dead feito por ele ja o segundo q nao teve a participaçao dele nao gostei nao,fazem com ele como fizerao com edwood com o tempo ele virou genio do cult quem sabe futuramente como ele sera visto.

  8. […] verde, na roupa dela. Será um trote do qual ela foi vítima? Foi o próprio Bumblebee? É culpa do Uwe Boll? Não […]

  9. Acho que Uwe Boll está mesmo é querendo seguir o caminho de alguns outros diretores horrendos do passado que eram tão ruins que entraram pra história por isso. É o caso do Ed Wood, por exemplo.

  10. […] Uwe Boll vai receber o prêmio pelo conjunto da obra na cerimônia. Finalmente entenderam o valor dele para a indústria. […]

  11. Uwe Boll é um filho da p***.[2]

  12. QUE QUEIME NO INFERNO, UWE BOLL FILHO DA PUTA!!!!!!!!!!

  13. Infelizmente eu comprei uma copia alternativa(é mais cool q dizer pirata)de Em nome Do Rei pq achei o trailer legal,mas logo q descobri q era desse Gênio alemão jogeui fora,benzi minah casa e dvd 3 vezes,mas memsoa ssim o aparelhoe stá dando problema desde q começou a rodar esse filme.

  14. HSAUHSUAHSUHSUAHSU

    Lixo… esse cara so faz lixo… comprei o Em nome do Rei falceta… li la em ingles…”a dungeons siege tale” falei ”oia, esse promete…”

    15 minutos de filme eu quase queim ei o dvd…. porra… aqueles orcs pareciam os bonecos de massa do Power Rangers…. tristee….

    Mais pelo menos eu acho que Postal ficou legal….
    Me lembrou bastante o jogo… ;D

  15. put¨¨¨¨¨que pariu…a melhor estória de jogo que ja vi….Soul Reaver……. vai ser estragada por esse idiota.

    Sem fala que ele ja acabou com a reputação do Alone in the Dark.

    Pro filme do Legacy of Kain:Soul Reaver tinha que ser no maximo Steven Spilberg que sabe ter efeitos e seguir uma história MASSA….e no minimo o cara que fez Reciden Evil…Paul.S.Anderson

  16. eu ateh q gostei do house of the dead tb, não que seja um bom filme mas eu ateh q me distrai numa manha de sabado com ele, mas como todos vcs q leram a matéria devem saber: uwe boll eh um cretino que luta boxe razoavelmente.

  17. […] é? Em primeiro lugar, essa declaração foi totalmente Uwe Boll. Segundo, ele provavelmente espera bater o filme do Capitão em meados de 2012. Terceiro e mais […]

  18. já assitir alguns filmes dele (House of the Dead, Alone in the Dark, BloodRayne, BloodRayne II: Deliverance, In the Name of the King: A Dungeon Siege Tale) e Far Cry vi na locadora, mas não tive coragem de alugar esse. o melhozinho que assitir foi House of the Dead. agora! o que me arrempendo ate hoje de ter assistido até foi Alone in the Dark, até meu aparelho de dvd nao gostou do filme, que arranhou ele todinho, maior prejuizo que tive que pagar essa porcaria.

  19. […] e sexto filme, e não é só. Disse que Sarah Connor estará no próximo e (pasmem, lisos) baixou o Uwe Boll no cara. Disse que consegue fazer um filme melhor que os dois filmes de James Cameron, e sobrou […]

  20. uwe boll é o pior diretor de cinema que o mundo já presenciou. Até os filmes da xuxa e do didi são melhores. Ele é um filha da p*****ta. Manda ele vim lutar comigo que eu arrebento ele

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.858 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: