1 comentário

Desejo de Matar – Vítimas, vilões e heróis.

Continuo aqui a série de reportagens que mostram que o mundo dá voltas, liso!

Por Sérgio Mentorbreak Fiore 

Confesso que odeio falar o que todos já sabem, mas sejamos sensatos. A série Desejo de Matar, estrelada por Charles Bronson é sem dúvida um dos maiores exemplos do cinema violência gratuita.Tá, eu não estou contando novidade nenhuma, considerando que não fui o único a ver os cinco filmes da série nos muitos Domingos Maiores da Globo, certo?

O que você provavelmente não sabia é que nessa cinessérie, não foi só o interior de corpos abertos por tiros que foram revelados. Alguns atores hoje conhecidos do meio artístico ou que pelo menos passaram pelo nosso conhecimento tiveram seu debut (falei difícil, ou não?) nesses imbróglitos estrelados pelo segundo mais temido bigode do cinema, só perdendo para Chuck Norris.

Por exemplo logo no primeiro, datado de 1974, reparem nos bandidões que invadem e barbarizam com a família do pobre Paul Kersey (Bronson). Se não vi errado, um deles é Jeff Goldblum, em comecinho de carreira, pois demorou para ele fazer A Mosca, que só seria feito em 1986. Não ficava tão besta desde que soube que Jean Claude Van Damme começou fazendo o papel de Predador ( Isso lá aconteceu mesmo??)

No começo, um pilantra

E, um ano antes, estava saindo coincidentemente a terceira parte, com certeza a mais violenta de todas, com direito a espancamentos, lança mísseis, dentes arrancados e estupros. Por falar em estupros, há uma cena pertubadora onde uma pobre mulher pena nas mãos de uma gangue. Essa cena até hoje passaria batida como uma das mais grotescas da série, se não fosse por um detalhe: A pobre vítima é ninguém menos que Marina Sirtis.

Quem nunca teve uma tia que usou este corte?

Quem? Bom, Marina Sirtis, além de protagonizar vários filmes exploitation como Space Invaders, protagonizou a série Star Trek A Nova Geração, no papel da conselheira Deanna Troy, e participou de todos os filmes da série também se casando com o personagem William Riker no último, Nêmesis.

Marina Sirtis à esquerda do Professor Charl…ops, Capitão Picard

Quem diria. Quer mais? Do lado dos malvados, está o ator Alex Winter, que fez dupla com Keanu Reeves nos dois filmes da série Bill e Ted, datados de 1989 e 1991 além de também ser um mau elemento em outra gangue, de sanguessugas, em Os Garotos Perdidos, de Joel Schumacher.

Olha o cara no seu papel mais famoso:

É, liso, mais voltas que essa, só o Superman ao redor da Terra.

Até a próxima.

Henshin!!!!

Anúncios

Um comentário em “Desejo de Matar – Vítimas, vilões e heróis.

  1. […] última vez que fiz esta matéria, falei dum filme ultraviolento que era Desejo de Matar. Quem diria, agora vou falar de Comando para Matar, que é 1.000.000 vezes mais elevado à 13ª […]

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: