20 Comentários

100Grana viu: Homem de Ferro

O primeiro filme do Vingador Dourado, além de ser uma grande adaptação, também é memorável por ser o primeiro filme da Marvel Studios e o primeiro a mostrar o Universo Marvel no cinema. Cuidado com SPOILERS.

Por Vinicius Passos

Com filmes cada vez piores, a Marvel estava devendo muito ao cinema e pagou com juros. Depois de mais de um ano de espera, finalmente podemos dizer: Homem de Ferro é um filmaço. Esqueça o marketing direcionado ao público não-leitor, com toda a pirotecnia e zilhões de fotos e vídeos. O filme tem muito a oferecer a esse público e a quem acompanha fielmente as histórias em quadrinhos. O filme, analisado neste momento de lançamento, já pode figurar entre os melhores da primeira leva da Marvel (iniciada com Blade, em 1998), como Homem-Aranha 2 e X-Men 2, mas se diferencia destes por ser uma primeira parte de uma série (de mais dois ou três filmes, portanto sempre com o risco inicial do erro) e – por mais que seja um trabalho de equipe – pela escalação de um homem que trouxe imensa credibilidade à produção: Robert Downey Jr.

Downey Jr. em cena que não está no filme. Que pena.

Ele pode andar? Ou se mexer-se, irá cair?

Seu Tony Stark é tudo o que os fãs estão acostumados a ver e tudo o que o público leigo precisa: É um ricaço mimado e prepotente que não se interessa pelas consequências de seus atos. Ele tem tudo o que quer, assegurado pela fortuna do pai, pela sua genialidade científica e pelos préstimos de sua fiel escudeira Virginia “Pepper” Potts (Gwyneth Paltrow). Porém, vitimado pelas armas vendidas pela sua empresa bélica, é sequestrado e coagido a construir uma arma exclusiva aos terroristas, isso tudo depois que descobre que sua vida depende de uma bateria de carro ligada a um eletro-imã, que impede que os estlhaços da explosão que o surpreendeu entrem em seu coração. Yinsen (Shaun Toub), um cientista também preso na mesma caverna no Afeganistão que Stark, é quem fez o improviso e é quem esclarece a mente do bilionário.

“What are you building, Stark?” A frase mais marcante dos trailers também ficou de fora do longa

Vingança do túmulo, mata as pessoas que outrora salvou

Deste momento em diante, Downey Jr. prova por A mais B que não é apenas um figurão de Hollywood contratado para chamar público (vide Nicolas Cage em Motoqueiro Fantasma, um dos desastres da Marvel em 2007), mas está levando o papel à sério. A capacidade que ele tem de mostrar que o personagem evolui sem se tornar um pacifista ingênuo e politicamente correto de forma asquerosa, mantendo a essência “fútil” mostrada no início da trama é o que dá base ao filme. Stark acaba se culpando pela destruição que seus produtos causaram e tenta consertar o erro – um clichê, a bem da verdade, mas muito bem manobrado – mas não veste a carapuça de “herói-virtuoso-salvador-do-mundo”, pelo contrário. Continua mesquinho, egocêntrico e ainda fica vingativo e impiedoso – e isso é ÓTIMO para a trama.

Gwyneth Paltrow como a “Pimentinha” Pepper Potts: Linda e imprescindível

Planejando a vingança que em breve irá desfraldar

O elenco de apoio é inusitadamente composto de astros como Gwyneth Paltrow (em sua segunda incursão na fantasia, depois de Capitão Sky) que dosa em sua Pepper Potts a quantidade certa de personalidade e sensualidade, sem pender demais para lado algum. Pepper não é a intrépida “namorada do herói” nem o bibelô a ser salvo. Terrence Howard empresta confiabilidade a Jim Rhodes (e com uma rápida cena dá margem a uma participação maior como Máquina de Guerra nos próximos filmes). Isso também é muito mérito do roteiro, que não deixa de ter falhas.

Jeff Bridges (o amigo-invejoso-que-vira-vilão) acabou por fazer não mais que o feijão-com-arroz, não por sua conta, mas aparenta ser pelo fato de que Obadiah Stane, o Monge de Ferro, não faz parte do inconsciente coletivo, portanto ficou faltando profundidade, algo que o roteiro poderia ter explorado mais e que Bridges tiraria de letra. Outro ponto fraco, comum em produções do gênero, é a aparição do rosto do herói sem máscara no fim do terceiro ato, como forma de “mostrar que mais importante é o homem por trás da herói”, desculpa para incluir o que deve ser cláusula de contrato de trabalho do ator.

Downey Jr. e Bridges: Conflito mal aproveitado

Agora a hora chegou, do Homem de Ferro espalhar o medo

Mas se Robert Downey Jr. chamou a atenção e ganhou o respeito do público desde o início, apenas assistindo ao filme é que podemos confiar em Jon Favreau, o diretor (que tira uma casquinha como o motorista Happy Hogan) e nos roteiristas, pouco comentados, Mark Fergus, Hawk Ostby, Art Marcum e Matt Holloway, por motivos primários de tão simples, mas que não são vistos com frequência na telona. A exposição do vício do álcool em Tony Stark, ainda que atenuado, é um grande acerto – afinal, o Homem de Ferro nunca foi modelo para as crianças do mundo – bem como o romance entre o casal de protagonistas, algo que acaba sempre sendo forçado goela abaixo, aqui muito bem desenvolvido (Stark não chega a beijar Pepper, mas eles claramente se descobrem estar encantados um pelo outro).

Stark testando a armadura Mark II

Pesadas botas de chumbo, enchem suas vítimas de pavor

O mais importante recurso do roteiro no entanto é algo que “só entende quem entende”. Além das pistas sobre o arqui-inimigo Mandarim (a organização terrorista 10 Anéis é referência direta a ele), Homem de Ferro é o primeiro filme a mostrar o Universo Marvel fora dos quadrinhos, com outros personagens que não necessariamente estariam juntos tendo importância na história (o crossover, lisos), como no caso da SHIELD, agência ultra secreta de espionagem da Marvel, que não só ganha a sigla que a denomina como age de fato no filme. Tudo parte do plano da Marvel Studios para o longa-metragem dos Vingadores, equipe de heróis composta por Stark, Capitão América, Thor, Homem-Formiga (todos com filmes engatilhados), entre outros, idéia que tirou o sono de algum executivo da Warner Bros, os levando a iniciar o projeto já devidamente cancelado do filme da Liga da Justiça só para fazer primeiro que a rival. A equipe é comandada pelo diretor da SHIELD, Nick Fury, que faz sua grandiosa aparição no fim dos créditos (quem não ficou, perdeu), encarnado pelo ator que inspirou o visual mais recente do personagem, Samuel L. Jackson.

Cena que vazou na web. Qualidade ruim, vá ver no cinema

Homem de Ferro vive novamente*

Deixando as pontas soltas certas, Homem de Ferro impressiona pela falta de caráter do protagonista e por simplesmente dar aos fãs o que eles querem, mas sem deixar que o marketing e a pressão dos fãs e produtores interfira no desenrolar da história e nem insultar a inteligência de ninguém.

Cotação: R$10,00

*Para quem não percebeu, as frases que abrem cada parágrafo são do clássico Iron Man do Black Sabbath, que sempre deveria ter sido a trilha para este filme e que é tocada nos créditos finais.

20 comentários em “100Grana viu: Homem de Ferro

  1. Boa critica, pra mim este é o melhor filme de Supr Heroi qu evi, Superman 1 infelizmente pra mim envelheceu demais, o Lex Luthor do Hackman, e seu ajudante engraçadinho não funciona mais, não resistiu ao tempo.
    Iron Man é mais sólido no roteiro, espero que Hulk seja tão bom quanto.
    Gostaria que o produtor do filme falasse se alguns dos personagens passados da Marvel apareceria em mais crossovers, o Blade por exemplo.
    E Tony Stark tem uma ponta no novo Hulk não é?

  2. Tony Stark vai ter uma ponta no Incrível Hulk sim, Ozymandias. é a cena mais esperada por todo mundo:
    https://100grana.wordpress.com/2008/03/19/robert-downey-jr-fala-sobre-o-crossover-do-homem-de-ferro-com-o-incrivel-hulk/

  3. um otimo filme de super heroes mais não é o melhor!! tomara q no dois mostrem o lado negro do tony (alcólatra)

  4. Ei Vini! Coloca os “video reaction” da estréia!

  5. MINHA CIDADE TA SEM CINEMA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    O QUE EU FAÇO???
    CHORO?
    ME MATO?
    OU OUTRAS OPÇÕES?
    hauahuahauahauhauahuaha
    to quase morrendo por isso.
    Vou etr que ir pra o Recife pra assistir!
    Mas esse eu n perco!

  6. deixa teu CEP ai q eu te amndo um DVD pirata pelo correio uahauhauauahuahhaua!!!

  7. vi hoje, mto bom

    o 2° melhor filme da marvel, so perdendo pro blade 2

  8. Estou esperando

  9. blade 2 o melhor filme da marvel!!?? q isso cara

  10. e aquela briga do edward norton q tava tendo sobre encurtarem o filme do hulk e deixá-lo mais comercial e tal…… o q sucedeu??

  11. po wall-!

    blade 2 é mto loko, ñ q seja perfeito, mais eu ñ curto oq fizeram com o homi haranha, xis men e os otros q nem merecem ser citados

  12. Tomara que a Marvel não fique sem combustível no meio do caminho igual ao que aconteceu c/ X- Mem, Matrix, Velozes e Furiosos, Batman (dos anos 90). Vcs não acham estranho de uma hora p/ outra os americanos transformarem ídolos do passado (séries de TV, desenhos (Transformers, GI Joe,…), HQs (Homem Aranha, Blade, 4 Fantástico, Motoqueiro Fantasma, X Mem, Superman,…) em filmes? Será que a concorrência asiática tá pegando pesado , ou seja animes, tokatsus (via internet ) e mangas? Ou será que Hollywood está em crise criativa?

  13. Tomara que a Marvel não fique sem combustível no meio do caminho igual ao que aconteceu c/ X- Mem, Matrix, Velozes e Furiosos, Batman (dos anos 90).

  14. Myke JC…

    Crise criativa nos meios mais mainstream. Mas eles precisam de dinheiro para se manter e é bem mais fácil mostar personagens já conhecidos do que começar algo novo. Mesmo Jack Sparrow, que tornou-se um ícone pop recentemente, é de um filme baseado em algo já existente, o parque de diversões da Disney.

  15. muito bom … mas devia lembrar tambem q n houve trabalho de sonoplastia, bgms e musicas bem explorado, a queda classica d eiron man n chegou a ser bem feita, as cenas n colocadas, e por toque classico uma pose parada no ara q ele faz nas revista n ocorreu, tecnicamente aconteceu mas por um segundo!

    adorei o filme, n gostei de terem mais uma vez q matar o vilao, e a classica regra de contrato de ficar com o rosto de fora nas ultimas cenas, q lembre a luta contra o monge de ferro era com outra armadura, q essa ate tinha coisas da q derrotou o vilao nos quadrinhos.

    outros ganchos foram as armaduras especiais war machine, stealth e space q deram a ideia de serem os proximos projetos

    L jackson foi o segundo negro do filme, as palavras ditas superaram o proprio tony stark , ele literalmente falou, vc é om mas o meu é maior q o seu!

    1° heroi americano q n salvou duzias de americanos!

    homem de ferro, perdi a infancia mas esperei seu filme e n me desapontei!

  16. Muito bom mesmo! Tbm postei minha crítica no meu blog!
    abraços!

  17. […] ser fiel aos quadrinhos, por outro, tenta mostrar que vai ser um filme de ação, como Matrix e Homem de Ferro. Dá para concicilar esses dois […]

  18. […] Ultimate se inspirar na cútis de Samuel L. Jackson (inspiração essa já personificada em Homem de Ferro) a Marvel tinha um visual clássico do agente da S.H.I.E.L.D. que estava marcado na cabeça dos […]

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: