7 Comentários

Especial Star Trek: 100Grana revisa o desenho animado

trek-2-topo

Relembrem também a versão para os baixinhos das aventuras da USS Enterprise.

Por Sérgio Fiore

Já não é de hoje que aparece um deseho animado baseado num filme ou numa série de enorme scuesso. Tivemos Godzilla, Batman, Homens de Preto, enfim a lista é enorme, e eu poderia passar a manhã falando dela. Mas o caso aqui, é  Star Trek,  a série animada. Ou seria desanimada? Mas enfim, vamos em frente.

cast

Esta série foi transmitida nos EUA como o título Star Trek, mas mais tarde passou a ser conhecida por Star Trek: The Animated Series. Produzida entre 1973 e 1974 pela Filmation (a mesma empresa que produziu Tarzan e He-man), a série  continuava as aventuras da série original, presumivelmente referindo-se ao quarto – e, eventualmente, quinto – ano da missão de cinco anos da Enterprise. Ao menos tecnicamente, pois hoje a série  não é considerada parte da cronologia oficial da mitologia. Tal fato  deve-se a várias razões, como os direitos legais  reservados aos conceitos introduzidos posteriormente na produção, além da própria vontade do criador Gene Roddenberry.

Vocês já pereceberam como em desenho animado, eles sempre aproveitam para extrapolar mais? Botam personagens novos, novos poderes ou armas, e com a turma da Enterprise não foi diferente, já que a tripulação é constituída por mais tripulantes alienígenas – a felinóide M’Ress e o trípede Arex – além de situações mais elaboradas, como uma aventura submarina, a miniaturização da tripulação a 1 centímetro e o aparecimento de um dragão de duas cabeças . Coisa que a produção da série com atores jamais poderia ter feito, dado o baixo orçamento e os precários efeitos especias da época.

Olha a ponte completa no desenho

Olha a ponte completa no desenho

E mesmo sem ser parte da cronologia, acaba revelando dados bem curiosos, como o nome completo do Capitão James T. Kirk –  Tiberius – no episódio Os Observadores (The Eye of the Beholder).

beyondthefartheststar

Claro que nem tudo era perfeito, aliás pouco era perfeito ali, já que a produção tinha baixo custo, fato evidenciado pelos  cenários estáticos, as animações recicladas ( coisa que a Filmation adorava fazer. Vocês lembram das animações repetidas de He-Man? Pois é, lisos!) e os atores James Doohan, Nichelle Nichols e Majel Barrett fazendo quase todas as vozes dos personagens secundários  mas ao menos, todas os personagens clássicos a aparecerem foram dublados pelos atores originais.

Além disso, os argumentos e os conceitos eram excelentes, alguns deles desenvolvidos por alguns autores de ficção científica muito conhecidos como David Gerrold ou Larry Niven, que adaptou o seu conto The Soft Weapon à realidade Star Trek, incluindo elementos do seu universo Known Space. Além dos conceitos desenvolvidos pelos argumentistas da série original que,  em muitos casos tinha uma boa qualidade, a série foi agraciada com o Emmy de Melhor Programa Infantil em 1973.

Veja a abertura e parte de um epísódio:

A série animada, ao todo,  durou duas temporadas com um total de vinte e dois episódios de trinta minutos. No Brasil, ela foi ao ar pela Rede Globo na década de 1970 como atração do programa Globo Cor Especial, depois  foi reprisada pela TV Manchete e Rede Record, nos anos 1990. Não tive a chance de ver, mas os fãs devem ter curtido bastante essa abordagem diferente da Frota Estelar.

startrekanimatedp1p2

Aguardem, em breve falaremos dos spin-offs da série clássica aqui no nosso Especial Star Trek do 100Grana.

Veja também:

Especial Star Trek: 100Grana relembra a série clássica dos anos 60.

7 comentários em “Especial Star Trek: 100Grana revisa o desenho animado

  1. Olha eu devia ter uns 14 anos na época, era divertido, coisa e tals…mas nada que substituisse o original. Mais ainda, como foi bem a época de Star Trek #1 (1979) era mais uma continuação do frisson que todo moleque trekker tinha.
    abs

  2. Vejam só que maneiro o vídeo da U.S.S. Kelvin (e mais “alguém”) na animação da abertura da cerimônia da FedCon 2009 feita por Tobias Richter:

    Muito masssa mesmo!

  3. Salve amigos.

    Lá vou acrescentar de novo. Sou trekker, né….

    Aqui no Brasil parte do elenco de dublagem da serie classica feita pela AIC-SP, voltou para dublar o desenho. A dublagem ficou assim: Astrogildo Filho (Kirk), Garcia Netto (Spock), Eleu Salvador (Sulu), Carlos Campanille (Scoty), Helena Samara (Uhura).

    Parabens pelo texto.

    Abçs.

  4. Ops!!!! Faltou o Dr. McCoy (João Angelo).
    Valeu.

    Abçs.

  5. […] Especial Star Trek: 100Grana revisa o desenho animado […]

  6. Esse desenho animado é MUITO BOM. Tive oportunidade de assistir e fiquei impressionado com a qualidade dos roteiros. A animação da Filmation era mesmo meio desanimada, mas tinha o seu charme quando se unia a um bom roteiro, como era esse caso.

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: