35 Comentários

100Grana Especial: Dez anos de Star Wars – A Ameaça Fantasma

100Grana Especial: Dez anos de Star Wars – A Ameaça Fantasma

Hoje, o 100Grana relembra o grande evento que foi o lançamento nos cinemas do Episódio I da saga de George Lucas.

24 de Junho de 1999. Estou caminhando em direção ao extinto Cine Nazaré 1. Aproveitando uma quantia de dez reais que sobrara de um trabalho escolar, eu comprara meu ingresso antecipado (ao custo de cinco reais apenas, olha a economia, lisos) para o filme mais esperado daquele ano: Star Wars – Episódio 1 :A Ameaça Fantasma.

sw1dj8

A importância do filme era além do lançamento que dava continuidade à maior saga do cinema de fantasia e ficção. Como bem registrado pelos jornais da época, era a primeira vez que se vendiam ingressos antecipados para as sessões de cinema na cidade, e que as mesmas eram realizadas também na parte da manhã. Mas infelizmente,  eu estudava o período matutino e não pude comparecer à primeira exibição, às dez ou onze da manhã, não me lembro bem. Restava de consolo assistir às quatro da tarde.

Ingresso que guardo até hoje da ocasião, porque "Cinema é a maior diversão"!

Ingresso que guardo até hoje da ocasião, porque "Cinema é a maior diversão"!

Até três meses antes da estreia, eu estava meio por fora deste filme. Admito, tinha deixado Star Wars de lado para me focar nos quadrinhos, sequer tinha assistido a Edição Especial nos cinemas em 1997. Sabia, sim, que teríamos um novo filme, mas quando soube que ele seria focado na infãncia de Anakin Skywalker, muito anos antes de se transformar em Darth Vader, pensei: “Ih, vai ser mais um Caravana da Coragem. Não vou ver isso nos cinemas”.

Até o dia em que o Fantástico exibiu uma matéria sobre o filme, e quando vi um exército avançando em direção a uma cidade, revi Tatooine, vi  um jovem jedi saltando e lutando com fúria (e fiquei sabendo que era o jovem Obi-Wan Kenobi), e um cara de preto lutando com um sabre duplo de luz, e enfrentando Liam Neeson, fiquei sem palavras, e comecei a me articular para o mês de junho.

Star-Wars-Episode-I-The-Phantom-Menace

Já meus companheiros de site, que por sinal nem sonhava em conhecer, estavam bem mais atentos do que eu. Vinícius Passos, por exemplo, ficou estático e tão impressionado ao ver pela primeira vez o teaser poster do filme, que foi ao chão a pipoca que tinha em mãos para ver outro filme, no também extinto Cine Palácio. Danilo Passos lembra de ter feito sua prova de Geografia às pressas para ser liberado a tempo de ver o filme. Diego Andrade, por sua vez, não teve a mesma sorte, e só conseguiu assistir com um amigo em outro dia, mas na mesma semana.

O que nos leva de volta à estreia. Atravessei a Avenida Generalíssimo Deodoro, em direção à entrada do cinema, e notei que ela estava vazia. Estranhei, afinal era estreia, oras, e tudo deserto. Contudo, eu havia esquecido do enorme corredor característico do estabelecimento e assim que cheguei na porta, dei de cara com o fim da segunda sessão, com muita gente com camisa, fantasiados e até a imprensa estava lá, para cobrir o filme-evento.

Bons tempos em que o cinema de rua, hoje uma palavra morta aqui em Belém do Pará, proporcionava uma reunião tão grande de fãs que o filme na tela se tornava apenas uma parcela do espetáculo. Mas isso é outra questão.

Logo encontrei um colega de escola, que me chamou e disse que tinha um lugar para mim junto com ele e o irmão dele. Depois de dois trailers (As Loucas Aventuras de James West e  a animação Tarzan, da Disney), começava a famosa fanfarra sinfônica da 20th Century Fox, acompanhada da logo da Lucasfilm, e o inesquecível letreiro em azul “A Long Time Ago, in a galaxy far, far away…”


ani17

Foi a primeira vez que vi uma sala de cinema explodir em gritos de arrepio e emoção. Eu mesmo assistia aquele emblemático momento nerd pela primeira vez na tela grande, então para mim foi arrepiante. Mas então me concentrei na trama, que todos vocês devem se lembrar.

Star Wars – Episódio 1 :A Ameaça Fantasma.

30 anos antes do início das aventuras de Luke Skywalker, a história começa com a Federação do Comércio impondo um embargo  ao pequeno planeta Naboo. O então Chanceler Valorum envia o Mestre Jedi Qui-Gon Jinn e seu aprendiz Obi-Wan Kenobi para resolver a questão pacificamente. Tão logo embarcam, o Vice-rei da Federação recebe ordens de uma figura misteriosa para eliminar os dois e tomar o planeta. Mas a dupla consegue escapar.

01 Qui Gon Obi Wan

Enquanto isso, a soberana de Naboo, Padmé Amidala , está acuada junto a seus ministros e conselheiros. Pois embora não tolere a invasão, Amidala não deseja levar seu povo à guerra. Acaba capturada pelos soldados dróides com sua comitiva. Mas quando está sendo levada para o confinamento, é resgatada por Qui-Gon e os outros.

tpm-amidala-captured

Sem muitas opções, eles decidem fugir para a capital da galáxia. Coruscant, e denunciar a manobra. Conseguem sair do planeta, mas o Hiperdrive (que perimitiria o famoso salto para o Hiperespaço) da nave real é avariado. A solução é pousar num planeta distante, não controlado pela Federação: Tatooine.

SI_Natalie_Portman_004

Enquanto isso, Sidious exige que Amidala seja capturada e obrigada a oficializar o tratado de ocupação. Para localizá-la, ele envia seu aprendiz, Darth Maul, especialista em rastrear e eliminar quem seu mestre ordenar.

jake_lloyd2

Em Tatooine, buscando um novo Hiperdrive, conhecem Anakin Skywalker, um jovem escravo que  tem grande talento de construtor, e sonha um dia sair dali e conhecer as estrelas (É de família, Luke),além de ter uma grande sensibilidade à Força, a energia que protege e guia os Jedi. Sensibilidade bem maior do que a de Yoda, o mais velho e poderoso membro do conselho.

tpm-anikan-qui-run

Em Coruscant, as coisas não melhoram. Anakin, apesar de suas incríveis habilidades e ser forte com a força, não é aceito para ser jedi por ser muito velho, fazendo Qui-Gon bater de frente com o conselho, ao prometer que treinará Anakin, pois ele é aquele que, segundo uma profecia, trará equilíbrio à Força.

tpm-jedicouncil16

A batalha final então se divide em diferentes segmentos, como Padmé e seu guardas se infiltrando no palácio real para enfrentar os dróides e encontrar o vice-rei, ou os  caças de Naboo voando até a órbita do planeta para destruir a nave da Fedração, e Qui-Gon Jinn e Obi-Wan enfrentando Darth Maul.


Os heróis vencem, mas tudo tem um preço: Qui-Gon é morto por Darth Maul, que acaba vencido no último instante pelo jovem Kenobi. Em seus últimos instantes, Qui-Gon faz seu aprendiz prometer que treinará Anakin.

SI_Natalie_Portman_037

Durante a parada é possível ouvir alguém dizer: “The son of Suns!!!” , uma referência à profecia envolvendo Anakin, que pôde ser ouvida também ao final de O Retorno de Jedi (Edição Especial).

FIM

Assim acaba o primeiro filme de uma nova trilogia, que dividiu opiniões entre os fãs e os não-fãs. Ambos os lados fizeram duras críticas, e apontaram muitos pontos negativos. Separei e analisei os mais falados, que seriam esses:

Anakin Skywalker – Apesar da aparência certa, o jovem Jake Lloyd ficou devendo em termos de atuação no papel mais importante do filme. Além de atores mais talentosos para esse papel (quem viu o DVD do filme sabe disso), ninguém, nem George Lucas, fez objeções aos seus “Oops” ou “Oh-Oh” em cena. Concordo com quem criticou.

Anakin se transformará em Darth Vader; Jake Lloyd vai virar...Jack Black???

Anakin se transformará em Darth Vader; Jake Lloyd vai virar...Jack Black???

Jar Jar Binks – Poucos personagens, não só em Star Wars como na cultura pop, são tão odiados quanto o desastrado Gungan, interpretado pelo dançarino Ahmed Best. Um mistura de C-3Po com Ewok em termos de importância, ele não é imprestável, acaba colaborando (mesmo sem querer) para a vitória final em Naboo, e nos filmes posteriores, suas palhaçadas sairiam de cena. Gosto, mas também não é meu personagem favorito.

"Oh-Nooo"

"Oh-Nooo"

Midi Chlorians – A explicação biológica da Força não agradou muitas pessoas. Tal explicação era a seguinte: Os tais chlorians seriam microorgansimos que vivem (no universo SW) nas pessoas numa relação de simbiose, e qualquer indivíduo que tivesse uma concentração maior desses microorganismos em seu corpo teria uma sensibilidade maior à Força. Acho que muita gente curtia mais a abordagem mística dos poderes Jedi na trilogia clássica.

Enrolação política – Outros torceram o nariz para as cenas no senado. Isso foi até satirizado em Os Simpsons, mostrando um diretor retomando uma esperada saga estelar famosa, mas o filme se revelava uma decepção por ficar mostrando só protocolos no senado.

saucer1

Honestamente, achei injusto isso. Muitos reclamavam que Star Wars , ao contrário de séries como Jornada nas Estrelas, não tinha profundidade na trama, e justo quando Lucas resolveu abordar como funcionava a política de SW (somente mencionada rapidamente em Uma Nova Esperança, na reunião de Grand Moff Tarkin), mostrando até as intrigas políticas que ali existiam, o fato foi classificado como enrolação. Discordo totalmente!

Podracers em ação – Muita gente classificou a cena da corrida como uma mera desculpa para game. Esse aqui, lançado  para Nintendo 64:

É verdade, mas também fico pensando como seria levada a trama sem isso. Mas na minha opinião, funcionou. Embora a sequência, em alguns momentos, dê sono por ser meio longa.

Darth Maul – O misterioso assassino Sith foi interpretado pelo lutador Ray Park (que foi Groxo no primeiro X-Men, e poderá ser visto em breve como Snake Eyes no filme dos G.I.Joe). Lutava com um sabre duplo (algo inédito nos filmes da série) mas decepcionou, não por sua atuação, e sim por ter sido eliminado tão rapidamente da trama, logo no primeiro filme. Além é claro, como lembrou Diego Andrade, da também prematura morte de Qui-Gon.

DarthMaul

Mas pensando bem, as mortes do jedi e do Sith não foram sem sentido, e com tantos personagens para cumprir os planos sujos de Palpatine no futuro (Conde Dookan, Assaj Ventress, General Grievous, Jango Fett), foi até um sacrifício louvável, e devemos nos lembrar que, para Darth Sidious, ninguém é insubstituível.

Segundo muitos, a cena mais importante do filme

Segundo muitos, a cena mais importante do filme

E no fim das contas, ele cumpriu seu papel, pois ao matar Qui-Gon, deixou o jovem Skywalker para ser treinado por Obi-Wan, não lá muito indicado para a tarefa. Vejam aqui o porquê.

Tecnologia – Muita gente disse que a tecnologia mostrada em Episódio I, sobretudo das aeronaves, era muito avançada para um filme que se propunha a mostrar 30 anos no passado. Não acho que seja bem assim, pois basta olharmos para um N-1 StarFighter, e comparar com um X-Wing. A primeira lembra aeronaves como o Curtiss Commando, usadas na 2ª Guerra Mundial, com formato simples e arredondado e uma cor padrão (sai a cor escura, entra um amarelo berrante), com o caça rebelde, mais detalhado e complexo em seu arsenal, além do uso de uma cor neutra, como o Lockheed F-15 Eagle, que só sairia nos anos 70, cerca de quase 30 anos após a guerra, mesma distância temporal entre os Episódios I e IV. Comparem:

COMPAREM

Clima Infantil – Muito foi dito também sobre o clima do filme ser excessivamente infantil. É verdade, mas tem seus momentos sombrios, sim. Todas as cenas com Darth Sidious e Maul, especialmente quando os dois se encontram numa sacada em Coruscant, discutindo seus planos futuros. Ou o funeral de Qui-Gon. Mas pensando bem, o filme, por ser o início da saga, tinha de mostrar uma visão bem diferente, até mais leve, para que tivéssemos uma noção de como funcionava aquela galáxia antes que os Sith tivessem sua vingança.

Nas palavras da boa e velha Revista SET, “o mundo perfeito e limpinho de Episódio I cai por terra no terceiro filme”. Se em Episódio III, a casa cai de jeito, sentimos o impacto maior porque nos acostumamos, de certa forma, à visão mais leve de A Ameaça Fantasma.

Pessoalmente, esses erros, ao menos a maioria, são perdoáveis. Ou os que considero erros. Para mim, existem apenas dois grandes erros, não só no Episódio I, mas em toda a nova trilogia, que são mais irritantes. Primeiro, a opção de Lucas em usar personagens já conhecidos em passagens importantes da trama, ao invés de criar novos. Por que logo Anakin construiu C-3Po? Por que um descendente de Boba Fett doou seu DNA para os clones? Por que justo Cheewbacca e os Wookies eram a raça que se uniu à Yoda no terceiro filme?

Segundo, a fim de familiarizar os velhos fãs com a nova saga, ele usou referências de outros filmes, mas de tão escancaradas visualmente, deixam a trama grosseira em alguns pontos. Exemplos: A morte de Qui-Gon com o grito de Obi-Wan, lembrando a morte do velho Kenobi como grito de Luke em Episódio IV, ou o final, terminando com uma parada, lembrando o final de Uma Nova Esperança, que também termina numa festa.  Aliás, A Ameaça Fantasma em muitos pontos tem a estrutura do clássico primeiro filme, assim como cada episódio novo teve uma referência à seu número na trilogia clássica.

Celebração em uma Nova Esperança:

Cena da Parada em Naboo no final

Falando em números, a febre foi tanta que causou prejuízo, já que cerca de 2 milhões de pessoas faltaram ao trabalho para comparecer à estreia. O filme custou cerca de 115 milhões de dólares, do bolso do próprio diretor, e só no primeiro fim de semana de exibição, arrecadou  61.8 milhões de dólares só nos EUA. Segundo últimas informações, é a quarta maior bilheteria dos cinemas americanos (caso eu esteja incorreto me corrijam).

Curiosamente, muitas pessoas foram aos cinemas apenas para ver os trailers de Episódio I antes de outros filmes,  e sair antes do filme começar, tamanha a loucura. O filme recebeu três indicações ao Oscar, e levou 11 prêmios das 49 indicações à prêmios como o Saturn, Bafta, Brit Awards, Cinema Audio Society, USA, MTV Movie Awards, entre outros. Lembrando que no mesmo ano, o filme concorreu diretamente com outro grande sucesso de público e crítica: Matrix.

Tendo inovado nos anos 70, Lucas trouxe algumas nessa retomada de Star Wars. Inaugurou a mania no cinema de voltar ao passado para contar uma história a exemplo do que aconteceu posteriormente em filmes e séries como Smallville, O Silêncio dos Inocentes, Débi & Lóide, 007, e mais recentemente, a saga irmã, Star Trek. E, em breve, O Senhor do Anéis com O Hobbit.

Exemplo de personagens digitais usados  em Episódio I : os dróides de batalha da Federação do Comércio

Exemplo de personagens digitais usados em Episódio I : os dróides de batalha da Federação do Comércio

Além disso, mesmo não sendo o pioneiro em interação com personagens e cenários digitais em seus filmes (embora tenha a ILM como responsável), explorou mais o recurso com personagens como Jar Jar, Watto, Sebulba e Jabba The Hutt (que já era digital na Edição Especial). Também foi a última vez que Yoda apareceu como uma marionete, virando CG nos dois filmes seguintes, mas mantendo a voz de Frank Oz.

Sem falar nas inúmeras participações especiais ao longo do filme:  a raça do E.T e Wookies aparecem no senado; Podemos ver alguém que parece Indiana Jones na platéia na corrida de Pods; Naves como a Enterprise ou a de 2001-Uma Odisséia no Espaço podem ser vistas em algumas passagens. Ou a inusitada presença de Jay e Silent Bob numa sacada, no fim do filme.

Qui-Goncloseup

O elenco, fora os já citados, tem em seu destaque Liam Neeson, que emprestou toda sua austeridade para um mestre jedi. Não sei  se outro ator ali conseguiria dar tanto carisma ao  personagem; Ewan Mcgregor, que todos sabem, odiava blockbusters mas abriu uma exceção, porque era “Star Wars”. Curiosamente, ele não fora o primeiro da família a ingressar na saga, já que seu tio, Dennis Lawson, interpretara o piloto rebelde Wedge Antilles na trilogia clássica; Natalie Portman, que já era uma gracinha e cumpriu muito bem seu papel na época, e que foi evoluindo bastante de lá para cá; Samuel L. Jackson, que jogou um verde e acabou entrando “na moral” na produção, e se tornou um dos personagens mais queridos da nova trilogia;

Tá vendo a de preto? Pois é...

Tá vendo a de preto? Pois é...

 ..era ela mesma !!

..era ela mesma !!

Keira Knightley, bem antes de estourar em Piratas do Caribe, fazendo uma das aias de Amidala; Além dos veteranos Terence “Zod” Stamp, e Ian Macdarmid, que reprisou o papel que o tornou famoso já nos anos 80, em O Retorno de Jedi. Sem esquecer de Anthony Daniels e Kenny Baker ( respectivamente, C-3PO e R2-D2), únicos atores a participarem de todos os seis filmes.

A versão dublada aqui no Brasil também teve um elenco de primeira: Márcio Seixas (Qui-Gon), Marcos Jardim (Obi-Wan), Flávia Saddy (Padmé), Miriam Fischer (Shmi), Maurício Berger (Darth Maul), Mário Monjardim (Watto), Vice-Rei Nute Gunray (Mauro Ramos), Renato Rosenberg (Ki-Adi), José Santacruz (Jar Jar Binks), Marco Antônio (C-3PO), Marcelo Torreão (Mace Windu), Rafael Rodrigo (Anakin), além de menção aos já falecidos Darcy Pedrosa (Palpatine) e Rodney Gomes (Yoda). A direção ficou por conta de Pádua Moreira, que posteriormente passou a dublar Palpatine.

Para finalizar: Episódio I – A Ameaça Fantasma não é um filme perfeito, passa bem longe disso, mas também não é um filme ruim. Proporciona um bom entretenimento, e foi o típico filme-evento, nos bons tempos em que as pessoas se reuniam aos montes na porta do cinema de rua, como se fosse uma final de campeonato, mas não era um Fla-Flu ou Re-Pa, mas sim a luta entre o bem e o mal, numa galáxia muito, muito distante.

large_SWEP1

Continue lendo o 100Grana e até a próxima notícia.

Leia mais sobre Star Wars.

35 comentários em “100Grana Especial: Dez anos de Star Wars – A Ameaça Fantasma

  1. Muuuiito boa a matéria, concordo em gênero, número e grau !
    Parabéns 🙂

  2. 10 anos, mano? Nussa… estamos ficando velhos, já… Oõ

  3. Poxa vida,eu me lembro desse filme. Acho se não fosse por ele(na verdade,se não fosse por meu pai,que alugou todos os filmes do Star Wars pra eu assistir 😀 ) eu não seria quem eu sou hoje.

  4. AHuAHAUHA, estamos ficando velhos mesmo!!!
    Mas um comentário: pelo jeito, o Eps. I foi o batismo “nerd” do Mentorbreak, UHAUhAHAuAH!!!

  5. Bela matéria, Sérgio!

    Agora é a vez de relembrar Matrix!!!

  6. cara tmbm assistir esse filme em um cinema de rua aki em BH era o maior cinema de bh o Cine Brasil. depois deste filme ficou fechado pro todoas esses anos e agora estão reformando ele pra ele reviver seus tempos aureos mas agora não só cinema, como um mega espaço cultural, de shows, espetaculos teatrais entre outros. bons tempos.

  7. já 10 anos desse lixo? caguei…
    darth maul: o personagem mais subaproveitado de toda historia do cinema… uma lástima!
    jarjar binks: uma dos maiores equivocos de todos os tempos!!!

  8. Vi na estréia tbm, ótima matéria.

  9. Uma lagrimazinha de felicidade e orgulho nerd caiu agora… ^^””
    Bons tempos das mega estréias do Cine Nazaré… em que a fila dobrava o quarteirão e a gente fikava horas esperando em pé fazendo zueira com o batalhão de amigos (alguns de cosplay XD) ate o filme começar *-*

    Não assisti A Ameaça Fantasma no cinema (e me arrependo até hj T-T), pq nesse tempo eu ainda tava na minha época negra (leia-se 11-12 anos pré-aborrecência) e não havia despertado minha veia nerd… :p Mas fui presença assídua da fila de estreia da 1ª sessão dos outros 2 filmes da série ^^”’

    E ah… vão se catar, o Jar Jar Binks era legal! ¬¬

  10. Caraca. Não sabia que fazia taaaaanto tempo desse filme!

    Já tinha visto Star Wars original, mas depois desses filmes foi que me interessei mais…

    Gostei bastante do post! Muito legal!
    A foto do ator de Anakin mais velho tá bizarra… ahhaha!

  11. eu gosto desse filme, mais pela importancia dele do que pela qualidade… alias, a saga prequel, pra mim, é muito mais profunda politica e psicologicamente que a trilogia original… uma pena que, com roteiro e direção pedestres de George Lucas, muito disso seja perdido… ( ou voces acham coincidencia que o episodio V, tido com o melhor da serie, não tenha nem roteiro nem direção dele? )

    Alias, algo que SEMPRE me incomodou na trilogia prequel: Padmé Amidala, rainha de naboo (eleita…) aos 14, e senadora galatica aos 24… pqp, isso pra mim é um pouco infantil da parte do Lucas, ja que é proprio do começo da adolescencia, quando a gente acha mulher com mais de 30 velha demais…

  12. Me senti um velhote agora…..
    Porra gosto muito desse filme…. viva Jar Jar!!!!

  13. Serginho, parabéns pela matéria fantástica!!!

    Sempre gostei de Star Wars, mas como tinha te dito, conhecia mais os games, agora que vim conhecer mais a história do S.W em si, e te digo uma coisa: fiquei encantada!!!!!

    Matéria Incrível!!!!

    Até logo!!!

    🙂

  14. Me lembro de ter visto esse filme na estréia no nazaré. E aconteceu outro fato marcante, o meu primeiro assalto sofrido foi na saída desse cinema perto da parada de ônibus. Lá se foram meus cinco reais e um relógio novinho!

  15. Suas matérias especiais são por D+ interessantes…gostaria que fizessem matérias sobre filmes e séries clássicas como Dukes Of Hazzard (Os Gatões), Agente 86, GoBots, Knight Rider (a SuperMáquina), o Esquadrão Classe A, os Caça Fantasmas, Yamato (Patrulha Estelar),Macross, …off.: StarWars é e sempre será um dos icones de várias gerações, só espero que ela não perca o carisma, a magia criada inicialmente pela trilogia clássica…sobre George Lucas ter errado, ele talvez tenha errado em alguns pontos como o filme “Caravana da Coragem”, as CGs baseadas nas Guerras dos Clones (ou Guerras Clonicas na dublagem clássica), no especial “O Natal de StarWars”,…mas será que a saga de Bumblebee, Optimus tb não poderá se rivalizar c/ a saga da família Skywalker, num futuro próximo?

  16. Pow esse filme foi o batismo Nerd de muita gente.Inclusive eu.Exelente,apesar das críticas GL trouxe a saga de volta com estilo;

  17. velhor eu guase choro nessa materia me lebrei do meu 26 junho de 1999
    eu morava na cidade de santarem assit no cinerama 10 anos e muito tempo agente ta ficando velhor

  18. Bixo, só não digo que esse foi o primeiro SW que eu vi na tela grande, porque assisti a trilogia clássica no cinema do CCBEU, só que eu era moleque com uns 6 ou 7.
    No Episódio 1 eu já estava com meus 11 anos e tinha conhecimento e discernimento das coisas. Esse foi o filme que eu vi e falei pra mim mesmo: “Cara, eu sou nerd e tenho orgulho disso!”
    Só tem um porém, porque agora eu percebo que estou ficando velho!

  19. Parabéns, Sérigo, pela matéria

    Eu realmente gostei muito de relembrar o momento da estéia desse filme, que foi a primeira vez que eu entrei em contato de verdade com o universo de SW.

    Além de lembrar do saudoso Nazaré, como eu gostava daquele cinema… realmente é uma pena…

  20. hsahuashusah Tá vendo, Sérgio? Desencadeastes um momento “recordar é viver” nerd! xDDD Todo mundo aos prantos aqui relembrando saudosos uma época gloriosa de suas vidas!

  21. não Obrigado!!!

    Dispenso!!!

  22. Foi nesse filme que o Jedi QUINLAN VOS apareceu, na cena da briga na tenda entre Jar Jar Binks e o raivoso Sebulba.

    Basta identificar um “índio” de cabelo rastafari, com uma faixa amarela horizontal cruzando sobre o nariz, vestido um manto jedi marrom escuro, e que está sentado à mesa com outro figurantes.

    VOS aparece em praticamente todos os gibis da série Star Wars – Republic, publicados pela editora Dark Horse, desde 1999 até 2005, ele é citado por Obi-Wan a Anakin na sala de guerra do templo jedi no Episódio III: “Como Saleucami caiu, Mestre VOS está movendo suas tropas para Boz Pity”.

    QUINLAN VOS é um dos 100 Jedi que sobreviveu ao Grande Expurgo, deflagrado pela Ordem 66 do Imperador Palpatine/Darth Sidious; seu último avistamento foi no planeta Socorro, quando salvou a vida do ainda jovem mercenário Han Solo, vários anos antes da Batalha de Yavin IV.

  23. Sério, assisto os antigos pra não me lembrar dessa novela global q foram os 3 novos filmes… Defeitos são defeitos, desculpas pra defeitos tem mil, mas ainda acho q George Lucas destruiu a mitologia de SW com essa nova trilogia.
    Fico com os filmes antigos, e com a minha opinião tb.

  24. Tbm via estrei e les digo de todos episodeos pra min este foi o melhor…

  25. Tbm via estrei e les digo de todos episodeos pra min este foi o melhor e na parte da luta final dei meu primeiro beijo…

  26. Cara Severiano Ribiero eh Kinoplex hoje,tem aqui no shopping praia da costa!

  27. CARACA! 10 anos? Nossa, faz tempo! Como diria em uma das mensagens do Fórum NES Archives, “Quando menos se esperar, 10 anos terão se passado”.

    Eu ainda tenho o meu ingresso também, mas eu fui ver uns 4 dias depois.

  28. Putz, vi este negócio na estreia tambem…mas, vi “O império contra ataca na estréia, com 6 anos de idade…”

    querer sequer comparar qq um dos 3 da “nova trilogia” com os originais é insensato e injusto, devido ao déficit técnologico…

    Mas, se este fosse realmente o primeiro filme a ser produzido, os demais 5 NUNCA teriam sido feitos, ruim e lamentável demais, bom pra sessão da tarde e olhe lá

  29. Minha nossa…ainda bem q muitos de nós já estavam vivos e com idade suficiente para curtir um momento inesquecível como esse…

  30. po! o CIne nazaré era muito bom! enorme, local fácil de chegar, confortável, agora só temos moviecom aqui em belém, uma pena…
    naquela época inteira a 5,00… acho q ainda tenho meu ingresso tmb, só procurando.
    Parabéns pelo post, muito bem feito.

    falow!

  31. caro Sérgio “Mentorbreak” saiba que estava na mesma sala do cine nazaré na mesma hora acho isto muito legal cara…

  32. po tenho 14 anos,so fã de SW,mais infelizmente num vi nenhum dos star wars no cinema =/ só lembro de ver o trailer de star wars 2 quando eu fui ver homem aranha,pra mim darth maul foi um personagem mto pouco aproveitado,morreu logo no primeiro episódio

  33. Excelente memorex! Ode ao mestre Lucas! Não tem jeito amigos fãs, temos sangue Jedi. Tenho certeza que um dia tb lutaremos por grandes e nobres causas. Até o infinito, e que a força esteja conosco!

  34. Excelente e emocionada história! Que a força esteja com você!

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: