8 Comentários

100Grana Jogou: The Beatles Rock Band

100Grana Jogou: The Beatles Rock Band

Olá, lisos deste Brasil. Hoje trago a vocês o meu review de um dos ótimos jogos lançados neste ano, The Beatles: Rock Band.

Por Fabio “Fenômeno” Bitencourt

Primeiramente, a versão que testei foi a do Nintendo Wii, mas também foram lançadas as versões para Xbox 360 e Playstation 3. Tirando os maravilhosos gráficos em alta definição dos consoles da Microsoft e Sony, o jogo é o mesmo.

the-beatles-rock-band-wallpaper-box-artwork

Começando o jogo

Quando foi confirmado o lançamento do título, confesso que não fiquei tão empolgado quanto havia ficado no lançamento do Rock band 2 ou de outros jogos, mais badalados. Porém, algumas características do jogo diferiam dos outras versões da franquia. Somente músicas dos Beatles (mesmo guitar heroes como Aerosmith e Metallica tinham músicas de outros artistas), possibilidade de três vocais ao mesmo tempo (não sabia muito o que esperar, só muita confusão na hora de jogar) e instrumentos exclusivos dos Beatles (o melhor de todos!)

Por mais ou menos R$ 1500,00 dá pra ter o kit completo. Sonha, liso!

Por mais ou menos R$ 1500,00 dá pra ter o kit completo. Sonha, liso!

Passada a expectativa e com o jogo finalmente em mãos, ocorreu a primeira surpresa (muito positiva): a abertura do jogo é simplesmente o máximo! Realmente os caras da Harmonix, conseguiram traduzir em uma curta animação o que representou o fenômeno dos beatles, tanto no detalhamento gráfico quanto na qualidade do som (explicarei o porque depois) e no resumo da história do “Fab Four”. Realmente empolgante.

Well, shake it up baby now…

Na hora de jogar, os detalhes e o trabalho em cima do jogo ficam evidentes tanto no menu quanto no jogo em si. Para começar agitando a primeira música é “Twist and Shout”, nunca pensei que uma música tão manjada fosse ser tão divertida de tocar e daí percebi que não ia jogar uma semana e descartar o game. Vale lembrar que todas as músicas já vem liberadas para jogar.

O modo “Story”, obviamente, conta a história de maneira fiel no que diz respeito aos momentos mais marcantes e emblemáticos da carreira. Para quem não é da época deles (como eu) é muito legal ver de onde eles começaram, o Cavern Club. Depois, há um show transmitido pela televisão (Ed Sullivan), dois shows em estádios, um nos EUA e outro no Japão.

Uma palhinha da apresentação de “I Wanna Hold Your Hand” no Ed Sullivan Show:

Até aí, tudo bem. Porém, não me lembrava que no estúdio em Abbey Road haviam sido gravadas várias músicas dos Beatles e logo pensei: “Que saco, os caras vão passar metade do jogo num estúdio sem graça pra cara***”. Mas, a produtora aproveitou os clássicos na sua maioria pisicodélicos e fez histórias baseadas nas letras, músicas e álbuns. Criando ‘videoclipes’ memoráveis das sessões no estúdio como “Sgt Peppers….”, “Here comes the sun”, “Yellow Submarine e por aí vai. É muito legal perceber a evolução musical, a mistura e a inovação de estilos da banda.

Here Comes The Sun:

Resumindo, vale a pena jogar tanto pra quem não é fã ou mesmo quem não conhece a história dos Beatles. Com relação aos preços do jogo, depende do console e de quantos instrumentos você deseja comprar. O kit “completão” não sai por menos de R$1500,00 oficialmente nas lojas, mas dá para encomendar pela internet por um valor mais em conta. Lembrando que é possível utilizar instrumentos de outros jogos como Guitar Hero e Rock Band.

beatles_rockband

Um grande abraço para os lisos mais famosos do Brasil!

Anúncios

8 comentários em “100Grana Jogou: The Beatles Rock Band

  1. ahhh vontade de ficar rica… jizuis…

  2. Caramba, muito bonito esse vídeo de Here Comes the Sun, devia ser incrível estar ali, tocando e criando essa música fantástica. Uma pena que acabou, mas o legado dos Beatles é eterno!

  3. Nossa eu tava querendo jogar este jogo mas só tenho PS2 e PC… Mas parece ser muito legal ainda mais com oo kit da Banda ser igual ao que eles usavam. Bom vai que um dia eu consiga um dos consoles que tem esse jogo?? Muito bom e continuem assim postando reviews tanto de filme quanto de jogos e noticias do mundo do Cinema,quadrinho e televisão. Vlw T+

  4. Cara, R$1.500 por uns instrumentos que MUITO provavelmente ficarão obsoletos antes que você possa dizer “Mamãe é rica pq pode”, é CRUEL demais para com o ser humano.

    Comprei a guitarra pra jogar GH:3 na época, e o bicho tá lá cheio de poeira. Imagina gastar um barão e meio pra jogar com os amigos (O preço de um PS3 boladão. Ou várias idas nas casas de massagem da vida 😉 )?? No mínimo, maluquice.

    Mas tem que gosta e pode, né? 🙂

    Esse gênero – jogos musicais – eu tô passando longe hoje em dia. Prefiro o bom e velho RPG e uns FPS da vida.

  5. […] acabei de ver no 100Grana um breve review sobre a jogabilidade do novo jogo The Beatles Rockband, o que me deixou […]

  6. O vídeo de abertura é lindo, fiquei todo nostálgico, rs

  7. Review ridículo!
    Eu joguei e vi muito mais coisas relevantes que esse babacão aí.
    Sem contar que jogar no Wii não conta!!! Tudo é port nesse console!
    Da próxima vez, comentem um game sem ser musical, parece que na vida dos 100 sexo só tem guitar hero e rock band
    Não acredito que perdi tempo lendo!!!

  8. […] acabei de ver no 100Grana um breve review sobre a jogabilidade do novo jogo The Beatles Rockband, o que me deixou […]

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: