22 Comentários

Especial Mario 25 Anos: Relembrando Super Mario Bros – O “Filme”

“It’s me, Mario”? Ahn, não, acho que passou um pouco longe.

Super Mario Bros (1993) é a típica adaptação de games para cinema dos anos 90. Tinha sua pretensão, mas era inversamente proporcional a qualidade da adaptação e,  no caso, o afã de deixar a trama mais crível e modernizada caiu num resultado geral que se resume numa palavra: trash, aliás como quase todas as adaptações de jogos, livrando a cara apenas do primeiro filme da série Mortal Kombat (1995) e mesmo assim com reservas.

Parece que o fato de um filme ser baseado em um jogo não dá, na cabeça dos produtores, uma idéia profunda para filme. É até engraçado, hoje os jogos mais modernos, de qualquer console ou gênero, procuram sempre por uma história que também  envolva o jogador, mas se paramos para pensar a respeito, todo jogo tem um objetivo, mas mesmo hoje os roteiristas, produtores e diretores encontram dificuldades para traduzir este objetivo em roteiro para série e, especialmente, em longa metragem. Os jogos de luta que o digam.

Mas aqui o caso não é luta e sim, um jogo de aventura. Quando eu penso na premissa básica (Dois irmãos encanadores que viajam por um universo imaginário para resgatar um princesa das mãos de um Rei com cara de Lagarto), eu pensava logo naquele desenho animado que passava na Globo. Uma versão em live-action, seguindo marromeno os designs, seria interessante.

Claro, muitos dirão:“Mas naquela época não dava para fazer, não tinha CG para fazer os atores parecerem menores ou fazer o Koopa“. Não, mas já existia a ILM, o Jim Henson’s Creature Shop e tantos outros capazes de criar cenários imaginários, seres animatrônicos convincentes e tudo mais.

Vamos pensar no início anos 90. Já tínhamos Exterminador do Futuro 2 e Jurassic Park, só citando o nível dos efeitos. Tínhamos também Família Dinossauros e Tartarugas Ninja, dois dos melhores exemplos de como fazer técnicas mistas de animatrônicos com fantasias.

Dino da Silva Sauro: Exemplo de bom animatrônico misto. Imaginem uma versão do Koopa disso mais bem acabada.

Mas falando do filme, ele foi dirigido pela dupla Annabel Jankel e Rocky Morton, que dirigiram a série de TV Max Headroom (que se vocês não conhecem, então eu estou mesmo muito velho ).

Na trama, Mario e Luigi, são dois encanadores ítalo-americanos do brooklyn,  que  precisam enfrentar dinossauros, numa dimensão paralela em que a humanidade não é exatamente a espécie dominante. Os vilões são  liderados por Koopa. Alguém aí a fim de ver o trailer?

Para começar o elenco é até bom. Bob Hoskins tem o perfil certo para o encanador, se bem que Danny DeVito também não faria feio. John Leguizamo, começando a carreira de ator, fez muita gente torcer o nariz  pelo estilo moleque moderno com boné para trás, mas para o contexto que foi apresentado no longa, funcionava. O próprio (e saudoso) Dennis Hopper também tem seus momentos.

Calma, eles são realmente encanadores 🙂

Na boa, de verdade, o que realmente me incomoda neste filme são três coisas. Primeiro, não terem apostado em cenários que remetessem mais aos jogos. Teria sido mais fácil para o público aceitar o filme se não só Mario e Luigi usassem roupas parecidas com as clássicas (como de fato, usaram), mas também se o filme se passasse em paisagens mais, digamos, viajadas mesmo: ilhas no céu, buracos no chão, subterrâneos como os do filme, mas claro, com um equilíbrio entre o crível  e o tosco.

Segundo,  eu não engoli o contexto de Terra dominada por dinossauros mutantes. Isso não é Blade Runner ou Matrix. É um jogo para crianças (inclusive da nossa idade), podia ter um visual mais leve. Ficou uma coisa meio Mestres do Universo,  sei lá os caras vêm para a Terra e depois… enfim, vocês entenderam.

Terceiro:

Odeio essas cabecinhas de Lagarto!

Efeitos especiais existiam, o que faltou foi boa vontade.

Na minha humilde opinião, o que matou  ou ajudou a matar esse filme foi o mesmo motivo que matava algumas adaptações de quadrinhos antigas de HQ: pouco respeito pelo público consumidor na hora de fazer algo com a marca. Será que teremos reboot um dia? Taí um que merece e dá para fazer muita coisa diferente hoje!

Continue acompanhando o  nosso especial do Mario aqui.

22 comentários em “Especial Mario 25 Anos: Relembrando Super Mario Bros – O “Filme”

  1. É complicado adaptar esse tipo de coisa para o cinema. Se fizessem com um clima mais leve, alguém ia reclamar que é bobinho demais (como aconteceu com speed racer).

  2. Primeiro: Porquê diabos colocar um britânico (Hoskins) e um colombiano (Leguizamo) para interpretar dois italianos, ou ítalo-americanos?? Talvez Danny DeVito fosse mesmo bem mais apropriado…

    Segundo: Esses capangas grandalhões lembram os personagens de cabeças dimuntas de “Os Fantasmas se Divertem” e “Mestre dos Brinquedos”

    Terceiro: Deve ter sido o papel mais difícil da carreira do Dennis Hopper. Interpretar um vilão sem chamar palavrão, fumar um baseado, torturar (física e psicológica), espancar, estuprar, ou mesmo dar um tiro do céu da boca de alguém. Ninguém foi mais malvado que Dennis Hopper.

  3. Certas coisas só funcionam para as mídias que foram concebidas originalmente. Ponto.

  4. equívoco total!!! das piores bolas-fora do dennis hopper e do bob hoskins, que sao puta atores!!!
    o filme todo é um equívoco bisonho…

    sei la, nao duvido nada se de repente eles tentarem um reboot do mario…

  5. Esse filme só servia de desculpa para passar a tarde deitado comendo.
    A locação supostamente seria aquela última zona do Mario Wold escura e
    completamente povoada de dinossauros.Mesmo assim o resultado foi
    ediondo e teve sua ediondicidade amplificada em 3682% pelo final.A princesa,
    que nem se quer era lora como no jogo,muito menos usava rosa chama os dois
    para voltarem ao mundo dos cogumelos como se alguém fosse fazer continuação
    de algo tão podre.O único elogio que podia ter é o fato de ser dito que o Mario se
    chama Mario Mario, daí Mario Bros, os 2 irmãos com o mesmo sobrenome incomum.
    Esse detalhe não tinha no Mario Wold.

    Bom mesmo foi o desenho, teve até uma corrida pra lembrar o Mario Kart.

  6. Eu achei rídiculo, como foi colocado neste post ele está mais para Mad Max do que para o Super Mario Bros em si, e o pior essa “tosquice” fez escola, depois disso tivemos Double Dragon, Street Fighter, Dragon Ball, Speed Racer, Resident Evil, Blood Raine,etc. O fato é que os roteiristas,diretores e estúdios não estão nem aí se o filme vai ser fiel a obra original ou não, o que eles querem é muitas vezes é tapear o públicoe morder o seu suado $$$…As únicas (com raras exceções) adaptações que se salvam são as das HQs: Batman, Ironman,Watchmen,Kick-Ass, Hellboy,etc.

  7. eu assisti isso na sessão da tarde uma vez e há muuuuuuuuuuito tempo, eu era bem pequeno, teve uma época que eu achava que até que esse filme tinha virado lenda ou nunca existido(UEHUHAUUEA é sério) maaaaas, é isso ai, deve ser ruinzão mesmo. Coragem pra ver de novo: zero

  8. So falo 5 palavras para um reebot

    Alice no Pais das Maravilhas

  9. Eu adoro ver esse filme. é ruim de morrer,mas gosto de ver e me divirto com essa tosqueira até hj. Tem momentos engraçados e um visual diferente(q cairia bem numa FC e não no Mário).

    A raiva é q hj em dia dava p fazer um brilhante filme do Mário com CG ou todo em 3D.
    Poderiam começar o filme com atores de verdade,dois encanadores gente boa,mas quase falidos do Broklin q acabam entrando num cano estranho e indo parar num mundo fantástico com uma princesa em perigo. Só q essa parte seria toda em CG,inclusive com os atores.
    Ia ficar bem legal,ainda mais se chamassem o povo q fez Mário Galaxy p consultoria.

  10. O filme tinha que ser sobre dois encanadores drogados, que comiam uns cogumelos alucinógenos e iam parar em uma viagem dentro da cabeça deles.

  11. Nem tenho nem palavras sobre essa sacanagem (não irei chamar isso de filme).
    Mas posso dizer que o filme foi muito “fiel” ao game, tem até o Dennis Hopper com a Super Scope huahuahuahuahuahuahua…
    Esse filme mostra que pelo menos uma vez na vida, todos nós acabamos fazendo M e não é M de Mario.

  12. O filme é algo digno dessa postagem do 100grana e 100sexo… tosco!!!

  13. infelismente nom posso opina pois eu assisti quando eu era criança bem pequeneninho,nom lembro de quase nada mas lembro q eu gostava,mas nom da pra eu dizer ao certo…

    mas eu gostaria muito de assisti denovo…

  14. “essa “tosquice” fez escola, depois disso tivemos Double Dragon, Street Fighter, Dragon Ball, Speed Racer, Resident Evil, Blood Raine,etc. O fato é que os roteiristas,diretores e estúdios não estão nem aí se o filme vai ser fiel a obra original ou não”

    Cara, como nego fala besteira! Podem falar o que quiserem do filme do speed racer, mas nunca que ele não foi fiel.

    É sempre aquele história: Se adapta ao pé da letra, o filme é tachado de infantil (afinal o público de hoje era criança na época). Se mudam alguma coisa é uma versão infiel.

  15. Desculpe se ofendi o filme Speed Racer…

  16. Não é questão de ofender. Você pode não gostar do filme, mas não tem como ser mais fiel ao desenho que aquilo.

  17. TA ERRADO PORRA!!!

    “MARIO BROS”, O PRIMEIRO JOGO DO MARIO EH DE 83!!! 27 ANOS!!!

    (sem contar o donkey kong de 81, q o mario aparece.)

  18. Obrigado por esclarecer, mas a minha intenção em hipótese alguma foi de ofender ou denegrir este ou outra obra, no caso Speed Racer, achei uma estranho versão hollywoodiana ou esperava mais, mas enfim como existem que gostem ou não eu os respeito, da mesma forma que as adaptações que citei…Da mesma forma o velho Mario não mereceia um filme assim, Mario,Sonic,Kratos, Master Chief,Scorpion,Sub Zero, Rockman (Megaman),Solid Snake, Cloud Strife, Kazuya Mishima, Jin Kazama, Ryu Roshi, Siegfried, Samus Aran,etc são ícones de várias gerações de gamers, e como tal merecem ser respeitados…

  19. Hoje em dia tem adaptações igualmente ruins como o do Resident Evil, até hoje é complicado pras pessas fazerem uma adaptação decente.

  20. kkkkkkkkkkkkk verdade msm os diretores de cinema deveriam ter mais respeito pelos jogadores por que um jogo é adaptado para as telonas são os gamers que vão assistir e não o povo que joga futebol no campo kkk alguns vão né kkk, mas é verdade tem uns filmes que eles tentam adaptar e fica ridículo pq não permancer fiel ao jogo ou desenho, um filme que eu gostei bastante foi O Último Mestre do Ar, Gostei muito pois o Diretor foi totalmente fiel em todos os detalhes ao desenho, outro filme que não desce mais na gargante é Resident Evil a adaptação pro cinema ficou horrenda nada haver kra no Resident Evil 4 pra play2 é o Leon e cadê ele no 4 filme como protagonista será que foi morto pelo Salazar ? kkkk eu como o escritor dessa matéria também peço mais respeito por nós jogadores

  21. IUAHIAU
    eu acho esse filme tosco demais, mas até pararia pra assistir ele, eu já nem acredito mais em adaptações de jogos quase =P

  22. Tomara que tenha um segundo, que nem no jogo ou seja o ( Yoshi Ysland )

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: