14 Comentários

100Grana Viu: A season premiere da série The Walking Dead

Assisti ao primeiro episódio da série Walking Dead, baseada nos quadrinhos de mesmo nome, de Robert Kirkman e Tony Moore, que trata basicamente da tentativa de sobrevivência de um grupo de pessoas depois que os mortos voltam à vida e começam a se alimentar de carne humana.

O episódio piloto não parece nem seriado. Lembra mais um filme independente ou feito para a TV, com um roteiro coeso, bem escrito e desenvolvido devagar – com paciência para acompanhar o desenrolar dos fatos junto com Rick, o assistente de xerife que, quando é atingido em serviço, acaba sendo internado e ao acordar encontra um mundo completamente diferente, devastado. O hospital em que se encontra parece mais com escombros de uma zona de guerra. Quando consegue sair, logo se depara com centenas de sacos de cadáveres, como se um segundo holocausto estivesse acontecendo e ele estivesse preso em um campo de concentração.

Perdido, Rick só consegue pensar em uma coisa: sua família. Será que sua esposa e filho estão a salvo? Ele parte para sua casa apenas para encontrá-la vazia, sem sinal algum de seus queridos. Desolado, volta às ruas e encontra um pai e um filho, sobreviventes dessa desgraça que ninguém sabe explicar ainda. Enquanto isso, os três dividem suas histórias até cada um seguir seu rumo. E você descobre o que aconteceu com a família de Rick, também.

Não entrarei em detalhes e nem soltarei nenhum spoiler, mas o que mais me chamou atenção nesse primeiro momento foi a forma que os roteiristas escolheram para retratar os zumbis. Nós estamos acostumados com tipos de filme de George Romero, onde eles são tratados como monstros por si só, mas pelo que deu para perceber é que eles humanizaram os zumbis. São pessoas que sofreram algum tipo de mutação inexplicável e agora não se sabe o que fazer com eles.

A dor do marido que não consegue dar cabo da esposa morta-viva; a escolha de Rick em “não deixar desse jeito” o policial que ele nunca gostou, Walking Dead traz essa que, pra mim, é uma nova abordagem desse tema que na tela grande, já estava um pouco saturado. Fiquei tocada quando Rick volta para matar uma morta-viva que se arrastava pois não tinha mais os membros inferiores e estava com as tripas de fora, e ele diz: “Sinto muito por isso ter acontecido com você” com lágrimas nos olhos.

Sim, eu creio que uma discussão e até mesmo um paralelo com a situação que muita gente vive no mundo (não que sejam monstros, mas vivem em condições sub-humanas e das quais, como Rick, apenas lamentamos de olhos marejados) é válida, mas não me estenderei muito porque, afinal, estamos tratando só do primeiro episódio e ainda vem bastante coisa por aí, mas estou confiante e muito feliz com o resultado inicial. The Walking Dead me deixou com gostinho de quero mais…

Post originalmente publicado aqui.

A série estreou no Brasil pelo canal a cabo Fox apenas dois dias depois da premiere americana. A primeira temporada terá somente 6 episódios e a segunda já está confirmada.

Sobre Samar Elgrably

fluffy like a baby bunny rabbit on a summer's day

14 comentários em “100Grana Viu: A season premiere da série The Walking Dead

  1. Cara, assisti e gostei muito. O gostei da “humanizada” que eles dão nos zumbis, principalmente a parte que o Rick volta para “libertar” a mulher lá. Espero boas coisas dessa série.

  2. Onde tem para baixar??? Eu quero ver…

  3. Eu gostei também do ep, porem vi cometários que a Fox não passou inteiro, não vi pela fox então não sei se de fato ocorreu ou não.

    achei bem fiel as HQs, teve algumas mudanças, em relação ao início, mas nada de mais. recomendo a leitura das HQs pra quem não leu ainda, é uma serie muito boa.

  4. E eu me ferrei vendo pela FOX que teve a ousadia de cortar 20 minutos dessa preciosidade pra passar Doom-A Porta do Inferno.
    Lamentável.
    Já estou com o link pra baixar

  5. Realmente o episódio teve cortes no brasil e em outros países, tem até um cara que fez umas comparaçoes no youtube com a versao de portugal, encontrei aqui http://pipocamoderna.mtv.uol.com.br/?p=51377
    Eu esperei para ver na fox e acontece isso, vou passar a pegar da internet agora!

  6. aaaaaaaaaaaaa eu adoreiiii, fiquei com muita dó do cavalo que foi devorado =(

    ta um seriado que não vou perder nenhum episodio hehehe, de quem sera a maldita voz dentro do tanque de guerra? =S

  7. deu show em todos os “filmes” de zumbi que ja tinha visto antes
    vale apena conferir
    e q saia logo o segundo episódio uehauheau

  8. Gostei bastante do que vi, para quem conhece a HQ, acredito que esta satisfeito com o resultado.
    Realmente o sentimento humanizado, fica mas aflorado nessa adaptação, como você disse ao longo do texto. So percebi isso com clareza por conta da morte da esposa, que na HQ não tem. E claro, a forma com que ele fica horrorizado ao ver a morte de tantas pessoas.

  9. Pra mim a maior decepção do ano. Não é pq pe um drama que deveria ser ser tão cansativo e parado. Esperei tanto, deu sono, eu dormi. Diálogos bobos. Que conversa é aquela no início sobre acender e apagar a luz dentro do carro ? Ali ja senti vontade de desligar.
    Mas vou continuar assistindo com esperanças de que melhore.

  10. Ótimo começo de temporada, dá pra sentir o gosto que a revista mostra, não precisa ter pressa, não é necessário um zumbi pulando em suas costas a cada 10 segundos para ter medo, mas a FOX fudeu tudo ao dublar e cortar 20 minutos de falas que eram necessárias, baixei antes de ver na FOX então foi pior pra quem começou a ver pela FOX e saiba, agora é melhor baixar.
    Se continuar assim será o melhor seriado do ano e do ano que vem 😛

  11. Isso pq vcs não tem grana!
    Imagina se tivessem

  12. Achei engraçado quando ele acorda do coma, ele olha pra cantina do hospital (cuidado zumbis aqui dentro)

  13. É uma serié fantástica,que envolve a gente do primeiro ao ultimo segundo.

  14. obrigado

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: