11 Comentários

Empire Online revela nova foto e detalhes de Capitão América: O Primeiro Vingador

Primeiramente uma foto estilo TA-DAAAM:

Pronto, continuando: a edição de fevereiro da revista britância Empire trará novas informações e fotos de Capitão América: O Primeiro Vingador. A capa já foi revelada e traz o ator Chris Evans caracterizado como o futuro líder dos Vingadores.

Outros detalhes foram revelados, como o presidente da Marvel, Kevin Feige, explicou que o filme se passaria em parte na Segunda Guerra Mundial, e outra parte nos dias de hoje. Mas na última hora, decidiram fazer a maior parte do filme ambientada nos anos 40. E que o filme emulará o clima de filmes aventureiros como Os Caçadores da Arca Perdida.

Chris Evans também ressalta que Steve Rogers representa não apenas o ideal americano, mas o humano, alguém que de fato é uma boa pessoa, um cara que superou todas as dificuldades de sua vida e fez o que era certo. Bacana, isso sim, agora…cadê o trailer, tio? Dá uma luz aê!

Paramount Pictures planeja lançar Capitão América- O Primeiro Vingador nos cinemas em 22 de julho de 2011.

11 comentários em “Empire Online revela nova foto e detalhes de Capitão América: O Primeiro Vingador

  1. Tá bom! Agora PENSE: Chris Evan como LÍDER do que quer que seja… Não dá, NÃO DÁ! 😀

    Neca WizK!ds anunciam figuras DC Heroclix inspiradas no vindouro filme Lanterna Verde:

    http://heroclix.com/blog/2011/01/29/3149/

    São as seguintes:
    Lanterna Verde (militar), Hal Jordan (civil), Sinestro, Abin Sur, Tomar Re, Kilowog, Boodikka, Salaak, R’Amey Holl e Ganthet.

  2. O primeiro vídeo do filme será exibido esse domingo no Super Bowl, um comercial de 30 segundos, e o diretor comentou que o trailer completo deve sair poucos dias depois.

    Mas como é de tradição, o spot que vai ser exibido no Super Bowl pode acabar sendo liberado antes na na sexta.

  3. Antigamente eu nutria total desprezo pelo Capitão América, achava-o chato e raso, mas aos poucos eu passei a admirar o personagem.

    É uma tolice total simplesmente atacar o Capitão por vestir a bandeira dos Estados Unidos. Se é pra repudiar atos econômicos e políticos, que sejam de toda a humanidade, dos países mais bem-sucedidos até os que vivem na miséria. Pare de usar jeans, windows, comer hamburger, ouvir blues, rock, jazz, etc.

    Personagens como o Capitão América e o Superman apresentam valores que infelizmente não são tão reconhecidos. A verdade é que nós (eu também) às vezes nos empolgamos tanto com o Justiceiro metralhando os caras maus que nos esquecemos o quando é importante um herói que realce a ética e a cidadania.

    Sempre lembro do Capitão América na Guerra Civil escrita por Mark Millar. Quando ele teve que pesar entre o governo e os direitos do cidadão, ele ficou com o segundo. Tá lá, aconteceu nas HQs, o Capitão América se voltou contra o governo dos EUA! Se não leu, leia!

    O pior de tudo é achar que a nossa cultura, nossa ética e a nossa moralidade se sobrepuja à outras. Não são os japoneses mais inteligentes, os brasileiros mais criativos, os franceses mais românticos ou os estadunidenses mais violentos. Em algum momento da história todos tivemos nossos podres, afinal somos humanos.

  4. The New Matrix???

  5. Até que ficou legal mal posso esperar ver nos cinemas !!!

  6. imagens imagens e mais imagens nos querremos trailer,videos…

  7. Sei que sou chato, mas as ombreiras do DIDI ficaram show! hahaha
    @Rods, pode ser que você esteja certo… até concordo, mas só podemos saber vendo!

  8. Apolo,

    Discordo de você quando diz que é tolice repudiar o capitão só pela fantasia. Cara, não é porque eu uso windows, como hamburger e uso jeans que eu to contribuindo pra uma política imperialista e hipócrita. Isso é uma análise muito simplista. Então ou eu viro índio ou também sou responsável pela matança que ocorre em guerras estúpidas e motivadas por fins mesquinhos? Não é por aí!

    Por toda a história recente é impossível dissociar um personagem chamado capitão américa (e que usa uma fantasia de bandeira) dos aspectos negativos dos EUA. Mesmo que em algumas hqs ele tenha se voltado contra o governo.

    Mas concordo que heróis “bonzinhos” como o superman, que transmitem valores bacanas, são chamados de sem graça e bla bla bla. Isso realmente é lamentável!

  9. Rafael,
    seu primeiro parágrafo só reforçou meus argumentos, acho que sem querer né? O que você disse foi exatamente o que eu disse, que não se deve julgar as diferentes culturas com base em uma coisa só.

    História recente. Ah bom, porque estamos ok com os espanhóis por terem trazido doenças pro nosso continente, estamos ok com os italianos porque seu avôs dominaram e escravizaram povos durante cinco séculos e estamos ok com os alemães pelas atrocidades cometidas contra os judeus, certo? É claro que estamos! Porque não são os povos que cometem os crimes, mas os governantes. As pessoas volta e meia apóiam idéias idiotas? Sim, talvez a maioria de vez em quando seja ludibriada, mas por aí condenamos a humanidade toda.

    Na verdade, fiquei curioso pra saber o que você chama de “história recente”. É a história depois que você nasceu? Quando nós condenamos até um personagem de quadrinhos pela merda que os Estados Unidos estão fazendo (lembrando que muito povos fizeram bem pior e por muito mais tempo) não estaríamos condenando toda uma cultura indiscrinadamente como fazem os xiitas que provocam morte e violência?

    Se como você mesmo concordou, o Capitão América defende bons ideais, porquê ouvir Rock mas repudiar o personagem? Apenas pelo símbolo do país que ele ostenta?

  10. Ai-ai… sempre pensei que um superherói com esse nome só poderia dar merda!

  11. Apolo,

    Eu concordei com você quando diz que não devemos criar esteriótipos para os povos. Mas não é fato as atrocidades recentes (quando eu digo recente, é depois do fim da guerra fria e da consolidação dos EUA como potencia dominante. Guerras do vietnã, do golfo, do iraque e do afeganistão sem contar outros conflitos e episódios isolados.)???

    Imagina se existisse tv na época que os espanhoís traziam doenças para o nosso continente e eles fizessem os índios assistirem um herói com a bandeira da Espanha. Ou a mesma situação envolvendo judeus e nazistas. Claro, tudo isso guardadas as devidas proporções de cada situação período.

    Imagina um filme chamado Capitão América em cartaz no afeganistão ou no iraque. No vietnã falariam: hahahaha nos expulsamos esses idiotas!

    A questão do “ouvir rock” é simples: Como você mesmo disse, não devemos condenar toda uma cultura indiscrinadamente. Existem coisas boas e ruins! Uma coisa é comer hamburger. Outra bem diferente é aceitar um personagem que é um soldado fantasiado de bandeira que serve os interesses de um país.

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: