12 Comentários

Assista ao novo trailer de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Desculpem a demora,sacumé, né? Feriado deixa a gente meio sonolento, Mas sem delongas, confiram aí quem ainda não viu a mais recente prévia da aventura final do morcegão

O que dá para entender definitivamente é que, desta vez, o que foi apenas pincelado nos filmes anteriores, a anarquia e o medo, vão se implementar de ve na cidade, e Batman terá de reconstruir seu mito. Promissor, muito promissor. Que venha!!

Christian Bale, Michael Caine, Gary Oldman, Morgan Freeman, Tom Hardy, Joseph Gordon Levitt, Juno Temple e Anne Hathaway estão no elenco da versão com pessoas. Dirigido por Christopher Nolan, The Dark Knight Rises está previsto para 27 de julho de 2012 no Brasil, uma semana depois de estrear nos EUA.

Anúncios

12 comentários em “Assista ao novo trailer de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

  1. Ao contrario de ras al gu e coringa,bane tomara pra si gotham por completo,agora eu entendo o termo rises,bruce tera que ressurgir em todos os sentidos.bane não ira quebra sua espinha mais o ser pra mim o titulo devia ser a acenssão do cavaleiro das trevas apesar de ressurge não se ruim.
    pra que serve a mascara do bane e é na dentro da manssão wayne que bane detona batman como no quadrinhos ainda estou um pé atras com a cat woman.

  2. AVISO: Contém SPOILERS do filme TDK. Mas quem não assistiu esta merda, não é mesmo?

    Aproveitando o comentário do @Mentorbreak sobre “anarquia e medo”:

    Eu tenho uma teoria que não costumo comentar na internet, mas sempre incomoda meus amigos fãs xiitas do diretor e de seu Batman: acho que ele faz um em seus filmes uma morcega de postura anárquica (no sentido de “anular/estar alheio ao Estado”, não no sentido popular de “promover a desordem”) meio facista, onde o Batman é quase um Capitão Nascimento. Uma pessoa sem escrúpulos para defender o que ele acredita, embora na sua cena final com o Coringa ele diga exatamente o contrário.

    Mas no mesmo filme, não é a morcega que choca Lucious Fox ao revelar acesso à privacidade dos cidadãos de Gothan? Quando saí do cinema, achei o filme incrível, mas a incômoda comparação na minha cabeça entre Batman e Bush com sua política “Big Brother” pós-11/09 perdurava.

    Principalmente quando pensava nas palavras finais de Gordon no filme: “Ele não é um herói, ele é o que a cidade precisa. Ele é um cavaleiro das trevas.”

    Isso bate perfeitamente com a visão de Frank Miller na HQ homônima, que conta uma história completamente diferente mas abre espaço pra mesma discussão.

    Então ficam as dúvidas: Os irmãos Nolan tentaram aplicar um “inception” na garotada, “justificando” as decisões bélicas da Inglaterra no Oriente Médio como “eles estão fazendo o que é preciso fazer”; ele está simplesmente desconstruindo e até criticando o conceito de herói, como o fez Alan Moore anos antes em Watchmen; ou quem sabe, TDK foi apenas uma divagação mais livre dos conceitos de justiça, Estado, Nietszche e Kant sem nenhuma alegoria à situação política DA ÉPOCA?

    Sinceramente, eu fico desanimado com a legião de adoradores deste filme (que eu acho um puta filme, que fique bem claro!) que tem tanto fervor de fã mas não pararam um segundo pra pensar nas contraditórias motivações do protagonista.

  3. Apolo, gostei do seu comentário, bem condizente com o que eu algums outros amigos (cineastas, quadrinistas, roteiristas, filósofos, enfim, gente de gabarito e q eu ponho fé) vêem também. Já há algum tempo (pelo menos desde a queda WTC), que os filmes estão carregados dessas mensagens não muito subliminares, o que sempre foi uma tendência do cinema americano: até quando se faz a crítica ao “statuos quo” da política americana, está implícita a ideia de um fascismo ou patriotismo às avessas, vejo isso tanto nos ingleses quanto nos americanos – isso já está no inconsciente coletivo deles, afinal, são países que passaram por guerras, e que as mães enviam seus filhos com orgulho para as trincheiras, pois vão morrer pelo seu país (minha mãe, brasileiríssima, me esconderia embaixo da cama, mas não me deixaria ir, rsrsr).

    Quanto ao plot, mistura sim, uma ideia do ‘Cavaleiro das Trevas de Frank Miller” – O Bane é visivelmente um híbrido do próprio personagem que lhe dá nome com o Líder dos Mutantes nos quadrinhos do Miller, numa Gothan City tomada por esse grupo de mutantes rebeldes e que ao final, Batman se torna seu líder – praticamente o mesmo plot, percebem? (ah, notem os dentes, isso não é do Bane, isso é do líder mutante dos quadrinhos de “cavaleiros das Trevas”
    Abraço!

    Marcelo

  4. Grande trailer! Faz bonito em estabelecer uma tensão crescente e dá muita vontade de ver o desenrolar da história! O papel do JGL parece ser de máxima importância e a mulé gato tá arrebentando, inclusive ela tem grande chance de roubar o show!

    Concordo com tudo que o Apolo falou do TDK. Porém acho que esses elementos estão lá como alegoria e não necessariamente pra “catequizar” ou como representação doutrinária. Até porque se fosse assim, todos os filmes teriam esse poder [uns mais que outros], e também de certa forma, filmes sempre acabam funcionando como espelho de suas épocas. Além disso esse recurso de “inseminar” já vem de longa data, não é mérito[demérito?] do Nolan. Ou seja, acho que essas características que você citou acabaram sendo consequência da linha narrativa que NOlan escolheu pro seu Batman, o de aspecto “realista” [ou realismo fantástico].
    O lance é mais o jeito que você lida com as questões, eu prefiro analisar o filme somente pelo aspecto cinematográfico.

    Agora, não tenha dúvida que esse filme é um dos Godfathers do gênero. Os Batmans do Nolan influenciaram todos os outros “comic book movies” depois deles, de uma maneira ou de outra. Fato.

  5. Grande @Apolo

    Sempre achei o Batman um psicopata anarquista. Passando por tudo
    e por todos com o seus propósitos pessoal e egoísta sem dar a mínima
    para a Lei que ele diz preservar. Enfim… O filme em si é cheio desses
    duplos sentidos pra quem quer ver como o Apolo disse. Porém, mesmo
    assim acho um filme muito bom não está na listas dos meus melhores
    mas vaio fica na memória.

  6. @ Apolo:

    Batman me parece sempre contraditório, veja por exemplo que ele se traveste de morcego, a criatura que o apavorava quando criança.
    Ele usa o poder da influência do medo para aterrorizar os criminosos e, frequentemente espancá-los, aqueles pobres coitados sem oportunidades de ascensão social e deixados a própria sorte, tornando-se párias e marginais num mundo injusto, corrupto e cruel.
    Poderíamos pressupor que Bruce Wayne, um dos personagens mais abastados dos gibis deveria empenhar sua fortuna em causas sociais, evitando que crianças, jovens e adultos caiam na marginalidade e, sendo vitimizados pela sociedade, vitimizem outros cidadãos de bem, como eram Thomas Wayne e Martha Kane.
    Outrossim, Bruce Wayne, como Batman, um vigilante encapuzado, caçado por policiais, honestos e corruptos, criminosos e loucos de toda espécie, usa sua riqueza para “curtir altas aventuras” com seus “brinquedos geniais” tirando de “fodão” em todo lugar da cidade, e até além.
    Ademais, o visual do Batman remete, claro, a um morcego e a um monstro de silhueta negra demoníaca. Nada mau para um super-herói (???)…

  7. @Zureta, Batman do Nolan é o GodFather dos filmes de hqs de heróis?

    Ah, vá se foder! CUequice Verde tem limite.

    TDK não representa nem metade da MorcegA dos quadrinhos.

    VINGADORES é o que há.

  8. P.S.: RodSVilaça?

    Huahahuahauhau…

    I KNOW, RIGHT!?

    BWAHAHAHAHAHA

  9. Rosinha, aprenda a ler. Eu disse É UM DOS godfathers do gênero [um dos mais importantes], não O godfather. E sem dúvida é mesmo. Fato. Sinto muito. Entendo sua dor, mas tente lidar com isso.

    E tenha modos, ser troll deve dar trabalho, não precisa xingar ninguém. Eu achei Vingadores fodão também! Mas pra mim Homem de Ferro é melhor como filme.

  10. A única unanimidade do filme pAstel de Vento, digo, Os Vingadores – The Avengers, da Marvel, digo, da Disney tem sido um gigante verde chamado HULK, feito por computação gráfica e captura de movimentos. Por aí dá pra ideia do brilhantismo e genialidade da obra como um todo…

    Sem mais a acrescentar:

  11. Huahauhaua… Como as coisas mudam, não é, RodS?

    De mula manca zuada eternamente no MdM (pelo famoso abaixo-assinado para o horrendo Lanterna Verde) para o líder dos CUequinhas Verdes no 100Grana.

    Ainda por cima copiando o termo de uma critica estupida sobre o MELHOR FILME DE HQs até hoje. Que criatividade, hein, Rodelaça.

    I KNOW, RIGHT!?

    Hauahuahauhau…

    E CUreta, tira essa areia da vagina, cara…TDK não é revolucionário, NEM COMO FILME, NEM COMO ADAPTAÇÃO. É um ótimo filme, com certeza.

    Revolucionário? Mas nem fudendo. X-Men 2, talvez.

    E aproveitem, Nolanetes travestidas, pois TDKR é o último filme do Nolan, e depois disso o futuro da Warner/DC nos cinemas é tão sombrio quanto uma noite no Morro dos Macacos.

    Preparem-se para o Elegante Super-Homem do Visionário ZACK SNYDER… Além de…

    LANTERNA VERDE 2!!!

    Huahauhauhau…

    I KNOW RIGHT?!

  12. @rodrigosvilaca Genial, disse tudo cara ^^

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: