8 Comentários

Power Rangers: a crônica de um desrespeito

gokaiger

Não, não é o mimimi de sempre. Mas uma notícia cotidiana chegou a mim e decidi comentar a respeito.

Acessando o Jefusion hoje, fiquei sabendo que o Steve Cardenas, que fez o papel de Rocky em Power Rangers , Zeo e Turbo, recusou participação em Super MegaForce, a temporada que adapta Gokaiger para o universo dos PR.

SteveCardenas04

Para quem não sabe, Gokaiger teve um caráter comemorativo, pois foi o sentai de número 35, e os caras da Toei, convenhamos, fizeram um belo trabalho de resgate da franquia, trazendo atores de diferentes anos. Do primeiro, Go Ranger, passando pelos oitentistas, até os mais recentes. Muitos já com uma certa idade, na casa dos 50 ou 60, mas toparam reprisar seus papéis heróicos, mesmo que seja apenas para emprestar a voz.

A muvuca de atores que voltou para fazer ponta em Gokaiger

A muvuca de atores que voltou para fazer ponta em Gokaiger

Aí eu fico vendo como são as coisas no ocidente. Tá, PR, mesmo com toda a controvérsia de sua origem nada original, já tem 20 anos de produção, e com fãs fiéis, sobretudo daquela primeira temporada que eu acho extremamente nojenta.

Mas aqui, a coisa não é feita com o mesmo cuidado e carinho. Uma atitude que, a meu ver, parte tanto da produção quanto dos atores. Vejam, Gokaiger não terá uma temporada só dela adaptada em PR, mas será o complemento. É todo um potencial desperdiçado.

E os atores que participaram devem se achar mesmo muito importantes, apesar de não terem feito praticamente nada de relevante fora da série, sendo que alguns largaram a atuação ao fim da série.

De vez em quando, alguns volta para atuar na série, como neste episódio de Wild Force

De vez em quando, alguns volta para atuar na série, como neste episódio de Wild Force

Mas é engraçado como não é a primeira vez que vejo atores de PR recusando reprisar o papel em participação especial. A impressão que dá é que a maioria desses caras tem uma certa vergonha de terem feito parte disso e dão uma desculpa esfarrapada de não desenvolverem o personagem, e coisas assim.

Eu li no mesmo site que a maioria dos fás parecem engolir essa desculpa, e não deveriam. É por isso que um produto desses deveria ser fadado ao esquecimento, é um discurso que volta e meia eu coloco aqui, porque acho relevante de ser comentado.

E não é nem uma questão de ser um produto ocidental. Peguem Os Mercenários de Sylvester Stallone, quando este traz atores de ação relevantes do passado para atuarem juntos. Ou peguem os filmes de Tarantino, por exemplo, e vejam como não apenas diretor e atores valorizam o que está sendo feito ali, com roteros cheios de referências e atores emblemáticos do lado b (falo isso com todo o respeito) de Hollywood, e os atores envolvidos compreendem o que está feito ali.

Posso ainda citar Tron: O Legado, feito quase de forma independente do original (para que pudesse ser visto sem ter necessariamente assistir o de 1982), mas mesmo assim, encheram de referências ao primeiro longa , incluindo papéis de relevância para Jeff Bridges e Bruce Boxleitner.

A meu ver, é este o tipo de comprometimento de atores e produtores de PR. A simples justificativa de ser uma série destinada ao público infanto-juvenil desrespeita os caras que assistem há 20 anos. Você, caro liso, pode não gostar e deixar isso bem claro em comentários, mas pelo que eu percebo internet afora, a série tem seus seguidores dentro e fora dos EUA, e deveriam ser mais respeitados, ainda mais num momento em que a produção está aos mãos do idealizador, Haim Saban

Para terminar, assistam o crossover do Goseiger e Gokaiger na íntegra, e veja como se respeita os fãs:

Qual a sua opinião sobre isso?

Anúncios

8 comentários em “Power Rangers: a crônica de um desrespeito

  1. Vei, é mimi brabo pra poha.
    Primeiro, se esses atores tem tanta vergonha, pq vivem aparecendo em episodios desses novos PR??? Tem nada haver uma coisa com a outra.
    Segundo, com certeza PR não tem origem original, mas tem enredo proprio, é bom jogar pedra mas ngm lembra q antes de PR ngm tirava o capacete, eu pelemo menos nunca vi, era tipo um paradigma: os sentai ou tavam transformados, ou não. Mas nos PR os caras tavam de uniforme e tiravam o capacete; pode nao ser a melhor coisa do mundo, mas teve um esforço de caracterização própria (se é q isso é possivel!)
    Agora, é uma pena nao ter essa temporada, no entanto, não pe o fim do mundo, não é por isso q vamos chegar aki e descer a lenha, pois como sabemos, o original é sempre melhor, apenas eles tem a capacidade de fazer uma obra prima sentai…FATO.
    Não acho q esta noticia merece um post tão grande e indignado, parece coisa de fanboy apontando o dedo no erro pra reafirmar sua razão.

    Vamo deixar de mimi nessa POHA!!

  2. Velho, não me considero fanboy, muito menos de PR. Tudo o que fiz, ou procurei fazer, foi uma análise comparando os dois. Do modo que EU vejo (sim, foi um texto opinativo), os orientais tem um comprometimento maior com o material com o qual trabalham há anos, ao passo que, quando eu vejo o que fazem em PR, eu não vejo essa preocupação. Vale ressaltar que pesa muito o fato de que, nesses 20 anos, a série ocidental por três mudanças de copyrights e de locação de produção, e muito se perdeu no caminho. Mesmo sendo um fã de sentai original, sempre me bate a curiosidade de ver o que eles fazem em seguida nos PR. É só isso, João.

  3. O ego dos caras é alto. Sim, há um fandom de Power Rangers muito grande pelo menos lá fora procure o fórum Ranger Board Sérgio, uma pena que por conta de ego coisas assim acontecam.

  4. E um adendo: o problema não está só nos atores. Segundo notícia recente, um outro ator chegou a ser convidado mas a proposta foi simplesmente retirada. E fala-se em limitações orçamentárias. Sério? Por isso que na época da BVS era bom, pois era gravado na Nova Zelândia e os custos de produção não eram tão exorbitantes.

    E Dood, eu já tive a oportunidade de visitar o Rangerboard, bem informativo. Abs.

  5. Só acho q toda vez que falam de pr é nego apontando dedo em tudo q é erro e vangloriando a produçao oriental…toda vez é isso. Cara nao tem comparaçao, é logico q as produçoes originais sao muito melhores, mas toda vez q vejo um texto sobre esse assunto geralmente é depreciativo em demasia sem analisar a diferença das produçoes. Poder escrever o q quiser, nao quer dizer que esteja certo.

  6. Mas não tem como não ser depreciativo, caro João. Porque existe uma constatação que tudo está sendo feito às três porradas, como se diz popularmente. Em uma matéria do Megapowerbrasil, portal dedicado aos fãs de PR , a atriz Karan Ashley, também conhecida como Aisha, a segunda Ranger Amarela de Mighty Morphin Power Rangers, contou que a Saban teria enviado email para todos os atores, como uma espécie de memorando, fazendo proposta, que parece que não era lá muito justa, em termos de cachê, e esse email não foi enviado a ninguém que participou da série quando a franquia estava nas mãos da Disney(via BVS), o que dá entender que a própria Saban está fazendo por fazer, e esse pensamento não é compartilhado pelos atores. Ao que parece, os fatos são esses.

  7. Interessante este paralelo.Embora eu não goste de PR, tenho respeito a seus fãs, …respeito este que aprendi graças a este e demais sites,tanto que é difícil escrever alguma coisa sem que de uma forma ou outra possa magoar alguém…concordo com este site no que diz respeito a essa falta de comprometimento e respeito por parte dos atores, produtores e cia em relação aos fãs de PR, eles não perceberam que estão destruindo muitas memórias de vários fãs o que é uma pena…Off.: Eu li a carta postada pelo site Mega Power Brasil que a Saban enviou ao ex-atores e achei uma palhaçada, dizer que não tinha verba…Off2.: Acho um desrespeito com a franquia aqui no Brasil por parte da Band, que nem exibe e quando exibe coloca em horários inadequados…

  8. Pelo jeito o Saban odiou a PR: Ninja Storm, Dino Thunder, SPD, Mystic Force, Operation Overdrive, Jungle Fury e RPM, produções estas da Disney…o que iria de encontro com a proposta de séries japonesas como o próprio Gokaiger ou KR Decade,(neste caso ver Tetsuo Kurata se transformar em Black e RX em dois episódios foi memorável, assim como no filme KR Decade Movie Wars,onde ele também participa), ou em Superior 8 Ultra Brothers (que embora se passe numa realidade alternativa dos Ultras foi interessante ver Tiga lutando ao lado de seus sucessores e predecessores, além de citar várias referências aos mesmos)…Off.: Não estaria o Saban dando um tiro no pé ao ignorar tais séries já citadas (período Disney) e assim condenar PR novamente ao esquecimento? Li no site Henshin Justice que um dos ex-PR da SPD está querendo fazer um filme sobre a mesma…

Comenta, liso! É grátis.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: